Principais operadoras móveis do mundo divulgarão os impactos climáticos como parte do novo roteiro de ação climática liderado pela GSMA

Iniciativa climática comandada pela GSMA visa desenvolver um caminho de descarbonização para a indústria da telefonia móvel

LONDRES--()--Muitos dos maiores grupos de operadoras de telefonia móvel do mundo concordaram em começar a divulgar seus impactos climáticos como parte de uma nova grande iniciativa liderada pela GSMA para desenvolver um roteiro de ação climática da indústria móvel, em conformidade com o Acordo de Paris.

Mais de 50 operadoras móveis – que juntas representam mais de dois terços das conexões móveis no mundo todo1 – já estão divulgando seus impactos climáticos, energia e emissões de gases de efeito estufa (GEE) por meio do sistema de divulgação global do CDP. A medida permitirá total transparência para investidores e clientes envolvidos no setor de telefonia móvel. Muitas das empresas estão divulgando essas informações pela primeira vez, como parte da iniciativa comandada pela GSMA.

As operadoras da GSMA que divulgam via CDP incluem América Móvil, AT&T Inc., Axiata Group, Bell Canada, Bharti Airtel, BT Group, China Mobile, China Telecom, China Unicom, Chunghwa Telecom, Deutsche Telekom, DNA Plc, Elisa Corporation, Far EasTone, Globe Telecom, Inmarsat, KDDI Corporation, KPN, KT Corporation, LG Uplus, Magyar Telekom, Millicom International, MTN Group, MTS, NTT DOCOMO, Oi Móvel, Orange Group, Proximus, Reliance Jio, Rogers Communications, Singtel, SK Telecom, SoftBank Corp., Spark New Zealand, Sprint Corporation, StarHub, STC, Sunrise, Swisscom, T-Mobile USA, Taiwan Mobile, Tele2 AB, Telecom Italia, Telefónica, Telekom Austria, Telenor Group, Telia Company, Telkom SA, Telstra Corporation, TELUS Communications, TIM Brasil, True Corp., Turkcell, Verizon, Vodacom Group, Vodafone Group e Zain Group.

As divulgações formam a primeira fase de um roteiro de ação climática para todo o setor. O próximo passo será o desenvolvimento de uma via de descarbonização para a indústria móvel, alinhada com a iniciativa "Metas Baseadas na Ciência" (Science Based Targets initiative – SBTi), a ser implementada em fevereiro de 2020. Isso incluirá o desenvolvimento de um plano de toda a indústria para alcançar emissões zero de GEE líquidas até 2050, em conformidade com o Acordo de Paris.

"O anúncio de hoje marca o início de uma ação colaborativa da indústria de telefonia móvel para abordar a emergência climática, demonstrando como o setor privado pode mostrar liderança e responsabilidade ao enfrentar um dos desafios mais graves que o planeta enfrenta", disse Mats Granryd, diretor geral da GSMA. "O setor móvel formará a espinha dorsal da economia futura e, portanto, terá uma oportunidade única de promover mudanças em vários setores e em colaboração com nossos fornecedores, investidores e clientes."

"Damos as boas-vindas a essa iniciativa do setor móvel de divulgar seus impactos climáticos por meio do CDP, o que demonstra um claro avanço no compromisso de oferecer transparência a seus investidores e clientes como parte de uma abordagem de toda a indústria", disse Paul Simpson, CEO da CDP. “Como resultado dessas divulgações, as operadoras de telefonia móvel poderão medir e entender seu impacto ambiental, ajudando-as a criar sustentabilidade no centro de seus negócios.”

Definindo as metas baseadas na ciência do setor móvel

A SBTi fornece uma estrutura transparente e eficaz para atender o objetivo mais ambicioso do Acordo de Paris: limitar o aquecimento global a 1,5°C até 2050, o que reduziria substancialmente os riscos e efeitos das mudanças climáticas. No entanto, não existe uma metodologia projetada especificamente para o setor móvel até o momento.

O novo caminho em desenvolvimento fornecerá parâmetros para acelerar a velocidade que as operadoras móveis estabelecem suas próprias metas. No entanto, o prazo em que as empresas individuais atingem a meta dependerá de vários fatores, incluindo sua localização geográfica e sua capacidade de acessar energia renovável. A GSMA espera que algumas empresas atinjam a meta de zero líquido significativamente antes do prazo de 2050.

Mobilizando a indústria sobre ação climática

A GSMA está trabalhando com as operadoras participantes e fará parcerias com a comunidade internacional, especialistas em clima e organizações de terceiros para avançar no progresso do setor, estabelecer melhores práticas e apoiar a divulgação e a definição de objetivos. O setor também está comprometido com o avanço das inovações da tecnologia móvel em áreas como big data e IoT, que podem oferecer soluções ambientais e eficientes em energia em vários setores, incluindo transporte, manufatura, agricultura, construção, energia.

A nova iniciativa será um dos principais focos da presença da indústria móvel na Assembleia Geral da ONU (UNGA) na próxima semana, e também no próximo evento, o MWC19 Los Angeles, que será realizado em Los Angeles no mês que vem.

O trabalho faz parte da jornada da indústria para apoiar o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, especificamente o ODS nº 13 em Ação Climática. Também faz parte da missão do setor conectar de maneira inteligente todos e tudo para um #BetterFuture.

Acesse www.gsma.com/climate para saber mais.

-FIM-

Sobre a GSMA

A GSMA representa os interesses das operadoras de telefonia móvel no mundo todo, reunindo mais de 750 operadoras e cerca de 400 empresas do amplo ecossistema da tecnologia móvel, incluindo fabricantes de aparelhos e dispositivos, empresas de software, fornecedores de equipamentos e empresas de internet, assim como organizações em setores industriais adjacentes. A GSMA também produz os eventos MWC líderes do setor, realizados anualmente em Barcelona, Los Angeles e Xangai, além do Mobile 360 Series com conferências regionais.

Para mais informações, acesse o site corporativo da GSMA em www.gsma.com. Siga a GSMA no Twitter: @GSMA.


1 Os grupos de operadoras de telefonia móvel que participam da iniciativa juntos representam aproximadamente 5,2 bilhões de conexões móveis, representando 66% do total de 7,8 bilhões de conexões móveis globais (excluindo a IoT) no segundo trimestre de 2019 (fonte: GSMA Intelligence):

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contacts

Contatos de imprensa:
Para a GSMA
Isobel Moseley
+44 (0) 207 067 0545
IMoseley@webershandwick.com

Assessoria de Imprensa da GSMA
pressoffice@gsma.com

Contacts

Contatos de imprensa:
Para a GSMA
Isobel Moseley
+44 (0) 207 067 0545
IMoseley@webershandwick.com

Assessoria de Imprensa da GSMA
pressoffice@gsma.com