Office of Health Economics: programas de vacinação para adultos proporcionam benefícios socioeconômicos até 19 vezes do investimento inicial, segundo novo relatório

  • Estudo inovador mostra que os programas de imunização para adultos retornam até 19 vezes o investimento inicial, quando todo o espectro de benefícios é valorizado
  • Os resultados destacam a oportunidade de aliviar as pressões nos sistemas de saúde ao adotar uma mentalidade de prevenção em primeiro lugar, que inclui os programas de imunização para adultos
  • O relatório chega antes da Semana Mundial da Imunização e revela uma variação substancial entre os países na disponibilidade de evidências para valorizar a vacinação de adultos

Learn more about the economic benefits of investing in adult immunisation programmes in a new study by the Office of Health Economics (OHE). Graphic: OHE

LONDRES--()--Um novo relatório publicado hoje revela que os programas de vacinação para adultos podem retornar até 19 vezes o investimento inicial, quando todo o espectro de benefícios econômicos e sociais é valorizado. O retorno de 19 vezes equivale a até US$ 4.637 em benefícios monetários líquidos para a sociedade por curso completo de vacinação individual.

O estudo, uma análise inovadora de programas de imunização de adultos feita pelo Office of Health Economics (OHE) e comissionada pela IFPMA (1), verificou quatro vacinas para adultos em dez países onde estão disponíveis para determinar seu impacto econômico e social mais amplo.

Concentrando-se em vacinas contra influenza (gripe), doença pneumocócica, vírus sincicial respiratório (VSR) e herpes zóster (catapora), a pesquisa analisa a entrega de programas de vacinação em países que representam uma variedade de sistemas de saúde, demografia e cronogramas de vacinação: Austrália, Brasil, França, Alemanha, Itália, Japão, Polônia, África do Sul, Tailândia e Estados Unidos.

O relatório conclui que os programas de vacinação proporcionam retornos substanciais sobre o investimento governamental por meio de economias de custo dentro dos sistemas de saúde e benefícios socioeconômicos mais amplos. A prevenção de doenças reduz as consultas médicas e hospitalares, o que significa que recursos valiosos podem ser alocados em outros lugares, além de garantir uma força de trabalho saudável e ativa ao longo da vida, impulsionando a produtividade econômica.

Os dados também demonstram que a imunização de adultos pode proporcionar retornos socioeconômicos proporcionais aos programas de imunização infantil. Apesar disso, o acesso à vacinação de adultos é inconsistente ao redor do mundo, com inclusão limitada nos cronogramas de imunização de rotina.

A professora Lotte Steuten, vice-CEO da OHE e coautora do relatório, disse:

"Pressões cada vez maiores sobre sistemas de saúde debilitados, como o envelhecimento da população, estão impulsionando uma necessidade urgente de mudar para uma mentalidade de prevenção em primeiro lugar. Nosso relatório apresenta um caso convincente para os programas de imunização de adultos desempenharem um papel fundamental na mudança para a prevenção.

" Nossas descobertas mostram que os custos são compensados várias vezes pelos benefícios à sociedade quando os governos investem em programas de imunização de adultos. Esses retornos são percebidos por meio de benefícios para indivíduos, famílias e comunidades, fornecendo um chamado claro à ação para países que ainda não estão implementando ou expandindo cronogramas robustos de vacinação".

Os pesquisadores utilizaram um framework bem estabelecido de valor de vacina para coletar evidências, mas observaram uma falta de dados em muitos elementos. Essa descoberta, juntamente com a falta de métodos acordados para capturar alguns elementos, faz com que os retornos positivos mostrados provavelmente sejam subestimativas do valor completo que as vacinas para adultos oferecem à sociedade.

O relatório foi lançado antes da Semana Mundial de Imunização da OMS, e abordar essas lacunas de evidências é crucial para alcançar a ambição da Agenda de Imunização 2030. Isso inclui uma prioridade estratégica para garantir que "todas as pessoas se beneficiem das imunizações recomendadas ao longo da vida" e destaca explicitamente a necessidade de implementação orientada por dados.

Laetitia Bigger, diretora de políticas de vacinas da IFPMA, acrescentou:

"Este importante estudo amplia a visão para demonstrar que os programas de vacinação para adultos estão proporcionando benefícios reais para sistemas de saúde e sociedades em todo o mundo".

"As vacinas são uma das medidas de saúde pública mais eficazes e também podem ser um poderoso impulsionador para economias mais produtivas e sociedades resilientes".

"É fundamental que esses benefícios sejam mais bem compreendidos se quisermos garantir que as pessoas que podem se beneficiar dos programas de imunização para adultos tenham acesso a eles".

Maarten Postma, professor de farmacoeconomia na Universidade de Groningen (Países Baixos) e revisor da metodologia do relatório, comentou:

"Avaliar o valor da imunização para adultos proporciona aos formuladores de políticas uma visão mais clara dos benefícios e custos associados. Este relatório abrangente examinou internacionalmente quatro vacinas para adultos e empregou um rigoroso framework metodológico para avaliar seu valor".

(1) A Federação Internacional de Fabricantes e Associações Farmacêuticas (IFPMA) é a representante da indústria farmacêutica inovadora em relações oficiais com as Nações Unidas.

(2) Utilizando a abordagem do valor de uma vida estatística, o retorno sobre o investimento de 10 programas de vacinação infantil foi de 51,0 de 2011 a 2020 e 52,2 de 2021 a 2030 (Fonte: https://www.healthaffairs.org/doi/10.1377/hlthaff.2020.00103).

- FIM -

Notas aos editores

Sobre o Relatório

O relatório completo "The Socio-Economic Value of Adult Immunisation Programmes" (o valor socioeconômico dos programas de imunização para adultos) está disponível em: https://www.ohe.org/publications/the-socio-economic-value-of-adult-immunisation-programmes/

Sobre o OHE

Com mais de 60 anos de experiência, o Office of Health Economics (OHE) é a mais antiga organização independente de pesquisa em economia da saúde do mundo. Todos os dias, trabalhamos para melhorar os cuidados de saúde por meio de pesquisa, análise e educação com pioneirismo e inovação.

Como líder de pensamento global e editora da área de economia da saúde, cuidados de saúde e ciências da vida, colaboramos com universidades, governos, sistemas de saúde e indústria farmacêutica para pesquisar e responder aos desafios globais de saúde.

Como uma Organização de Pesquisa Independente reconhecida pelo governo e sem fins lucrativos, nossa reputação internacional pela qualidade e independência de nossa pesquisa está na vanguarda de tudo o que fazemos. O OHE fornece recursos independentes e pioneiros, pesquisa e análises em economia da saúde, políticas de saúde e estatísticas de saúde. Nosso trabalho embasa a tomada de decisões sobre questões de saúde e farmacêuticas em nível global.

Todo o nosso trabalho está disponível gratuitamente on-line em www.ohe.org

Sobre a IFPMA

A Federação Internacional de Fabricantes e Associações de Produtos Farmacêuticos (IFPMA) representa mais de 90 empresas e associações farmacêuticas inovadoras ao redor do mundo. Os quase três milhões de funcionários de nossa indústria descobrem, desenvolvem e fornecem medicamentos e vacinas que promovem a saúde global. Com sede em Genebra, a IFPMA possui relações oficiais com as Nações Unidas e contribui com expertise da indústria para ajudar a comunidade global de saúde a melhorar a vida das pessoas em todos os lugares. Para mais informações, acesse ifpma.org.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

聯絡人

Para mais detalhes, incluindo fotos em alta resolução, ou para agendar uma reunião ou entrevista, entre em contato com:

Tim Watson
Diretor de marketing e comunicações,
Office of Health Economics

T: +44 (0)7866 288456
E: twatson@ohe.org

聯絡人

Para mais detalhes, incluindo fotos em alta resolução, ou para agendar uma reunião ou entrevista, entre em contato com:

Tim Watson
Diretor de marketing e comunicações,
Office of Health Economics

T: +44 (0)7866 288456
E: twatson@ohe.org