SLB anuncia resultados do primeiro trimestre de 2024, almejando retornar $7 bilhões aos acionistas em 2024-2025

  • A receita de $8,71 bilhões aumentou 13% ano a ano
  • O GAAP EPS de $0,74 aumentou 14% ano a ano
  • O EPS, excluindo encargos e créditos, de $0,75 aumentou 19% ano a ano
  • O lucro líquido atribuído à SLB de $1,07 bilhão aumentou 14% ano a ano
  • O EBITDA ajustado de $2,06 bilhões aumentou 15% ano a ano
  • O fluxo de caixa de operações foi $327 milhões
  • A diretoria aprovou o dividendo trimestral em dinheiro de $0,275 por ação

The exterior of the SLB headquarters in Houston, Texas (Photo: Business Wire)

KUALA LUMPUR, Malásia--()--A SLB (NYSE: SLB) anunciou hoje os resultados do primeiro trimestre de 2024.

Resultados do primeiro trimestre

 
(Expresso em milhões, exceto os valores por ação)
Três meses com término em Variação
31 de março de
2024
31 de dezembro de
2023
31 de março de
2023

Sequencial

Ano a ano
Receita

$8.707

$8.990

$7.736

-3%

13%

Lucro antes dos impostos - base GAAP

$1.357

$1.433

$1.161

-5%

17%

Margem de lucro antes dos impostos - base GAAP

15,6%

15,9%

15,0%

-35 bps

58 bps

Lucro líquido atribuível à SLB - base GAAP

$1.068

$1.113

$934

-4%

14%

EPS diluído - base GAAP

$0,74

$0,77

$0,65

-4%

14%

 

 

EBITDA ajustado*

$2.057

$2.277

$1.788

-10%

15%

Margem de EBITDA ajustado*

23,6%

25,3%

23,1%

-171 bps

51 bps

Lucro operacional dos segmentos antes dos impostos*

$1.649

$1.868

$1.391

-12%

19%

Margem operacional dos segmentos antes dos impostos*

18,9%

20,8%

18,0%

-184 bps

95 bps

Lucro líquido atribuível à SLB, excluindo encargos e créditos*

$1.082

$1.243

$906

-13%

19%

EPS diluído, excluindo encargos e créditos*

$0,75

$0,86

$0,63

-13%

19%

 

 

Receita por área geográfica

 

 

Internacional

$7.056

$7.292

$5.985

-3%

18%

América do Norte

1.598

1.641

1.698

-3%

-6%

Outros

53

57

53

n/s

n/s

$8.707

$8.990

$7.736

-3%

13%

 
*Estas são medidas financeiras não-GAAP. Consulte as seções intituladas "Divisões" e "Informações complementares" para obter detalhes.
n/s = não significativo
 
(Expresso em milhões)
Três meses com término em Variação
31 de março de
2024
31 de dezembro de
2023
31 de março de
2023
Sequencial Ano a ano
Receita por divisão
Digital e integração

$953

$1.049

$894

-9%

7%

Desempenho de reservatórios

1.725

1.735

1.503

-1%

15%

Construção de poços

3.368

3.426

3.261

-2%

3%

Sistemas de produção

2.818

2.944

2.207

-4%

28%

Outros

(157)

(164)

(129)

n/s

n/s

$8.707

$8.990

$7.736

-3%

13%

Lucro operacional antes de impostos por divisão

 

 

Digital e integração

$254

$356

$265

-29%

-4%

Desempenho de reservatórios

339

371

242

-8%

40%

Construção de poços

690

770

672

-10%

3%

Sistemas de produção

400

442

205

-10%

95%

Outros

(34)

(71)

7

n/s

n/s

$1.649

$1.868

$1.391

-12%

19%

Margem operacional antes dos impostos por divisão

 

 

Digital e integração

26,6%

34,0%

29,6%

-735 bps

-300 bps

Desempenho de reservatórios

19,7%

21,4%

16,1%

-170 bps

356 bps

Construção de poços

20,5%

22,5%

20,6%

-198 bps

-11 bps

Sistemas de produção

14,2%

15,0%

9,3%

-84 bps

490 bps

Outros

n/s

n/s

n/s

n/s

n/s

18,9%

20,8%

18,0%

-184 bps

95 bps

 
n/s = não significativo

Empolgante início do ano

O CEO da SLB, Olivier Le Peuch, comentou: "O início do ano foi empolgante com o acordo que anunciamos da aquisição da ChampionX Corporation (ChampionX), que apoiará nosso portfólio de produção e recuperação. Seguimos com nosso momentum de crescimento, com um sólido desempenho no primeiro trimestre, resultante de uma receita robusta de ano a ano e crescimento do EBITDA consistente com a nossa orientação para o primeiro trimestre e ano inteiro.

"Comparado com o mesmo trimestre no ano passado, a receita aumentou 13%, o lucro por ação (excluindo encargos e créditos) subiu 19%, para $0,75, o EBITDA ajustado cresceu 15% e a margem de EBITDA ajustado expandiu ano a ano pelo 13º trimestre consecutivo. Aproximadamente metade do aumento de receita ano a ano foi oriundo do negócio submarino Aker, que foi adicionado como parte do nosso empreendimento conjunto OneSubsea no quarto trimestre de 2023.

"A receita internacional cresceu 18% ano a ano, compensando o mercado norte-americano mais fraco, onde a receita declinou 6%. Excluindo a contribuição do negócio submarino Aker, a receita internacional aumentou 10%.

"Durante o trimestre, continuamos nos beneficiando da nossa exposição favorável aos mercados internacionais, com um notável crescimento ano a ano de 29% no Oriente Médio e na Ásia, além do crescimento de 18% na Europa e na África.

"Sequencialmente, a receita declinou 3% nos mercados norte-americano e internacional devido à sazonalidade. Entretanto, esse impacto foi menos pronunciado do que em anos anteriores, uma vez que os robustos ganhos de atividade compensaram parcialmente os efeitos sazonais.

"Quero oferecer minha apreciação à equipe da SLB por alcançar esses resultados excelentes. Espero aproveitar esse ímpeto nos próximos trimestres".

Primeiro trimestre movido pelo negócio Principal

"Nosso negócio Principal, composto de Desempenho de reservatórios, Construção de poços e Sistemas de produção, chegou a um crescimento de receita de 13% ano a ano e expandiu a margem operacional dos segmentos antes dos impostos em mais de 200 pontos base (bps). Esse crescimento foi sustentado por investimentos em desenvolvimentos de ciclos longos e expansões da capacidade de produção, particularmente no Oriente Médio e Ásia e na América Latina.

"A receita de Sistemas de produção cresceu 28% ano a ano impulsionada pela aquisição do negócio submarino Aker. Excluindo a contribuição do negócio submarino Aker, a receita de Sistemas de produção cresceu 6% impulsionada por um aumento de dois dígitos em receita internacional, resultante de maiores vendas de completações, sistemas de produção em superfície e elevação artificial. A receita de Desempenho de reservatórios aumentou 15% ano a ano devido a aumento nos serviços de estimulação, avaliação e intervenção em todas as áreas em terra e offshore e de ambas atividades de exploração e produção. A receita de Construção de poços cresceu 3% ano a ano, impulsionada por um aumento de 9% na receita internacional, liderada pelo Oriente Médio e Ásia, mas compensada parcialmente pela atividade reduzida na América do Norte".

Crescimento de receita, expansão de margem e retorno aos acionistas

"Seguimos confiantes na nossa perspectiva global de crescimento de receita para 2024, com a contração na América do Norte compensada pela alta nos mercados internacionais. A dinâmica desse ciclo permanece intacta, com crescimento internacional e offshore em todas as áreas geográficas, se beneficiando de todas as Divisões, à medida que continuamos fechando novos contratos, aprimorando a qualidade e longevidade da nossa provisão de receita.

"Nossa jornada de expansão de margem continua a ser impulsionada por forte atendimento e pela capacidade dos equipamentos internacionalmente, maior adoção de tecnologia e mais eficiência operacional. Como resultado, afirmamos nossa orientação anterior para crescimento do EBITDA na faixa de 15 a 17% para o ano inteiro.

"Voltando-nos especificamente ao segundo trimestre, esperamos uma retoma sazonal na atividade no hemisfério norte, combinada com atividade robusta internacionalmente, liderada pelo Oriente Médio, Ásia e África. Isso impulsionará a expansão sequencial das margens em todas as divisões e áreas geográficas.

"Com base no forte início do ano, a confiança na nossa habilidade de gerar fluxos de caixa robustos e a contribuição antecipada da aquisição anunciada da ChampionX, estamos almejando atingir um retorno de $7 bilhões aos acionistas nos próximos dois anos. Isso representa uma meta de retorno aos acionistas de $3 bilhões em 2024 e $4 bilhões em 2025".

O momentum continua

"A indústria de gás e petróleo continua se beneficiando das fortes bases do mercado, impulsionada por uma perspectiva de demanda crescente. Isso resulta em uma carga significativa de atividade, particularmente nos mercados internacionais e offshore, estreitamente alinhada com os pontos fortes do nosso negócio. À medida que o ciclo persiste, esperamos que os operadores aumentem seus investimentos na produção e recuperação de reservatório, com o objetivo de maximizar a eficiência e longevidade dos seus ativos produtivos. Isso resultará na transformação de despesas operacionais em uma parte crescente do gasto global upstream ao longo do tempo.

"Já estamos nos beneficiando desses investimentos, e nosso acordo, anunciado recentemente, para adquirir a ChampionX nos posicionará de forma a aproveitar ainda mais essa oportunidade crescente através da adição de um portfólio líder de produtos químicos de produção e uma oferta adicional de elevação artificial. Esperamos aproveitar os fortes recursos da ChampionX para fornecer desempenho superior aos nossos clientes.

Na indústria, também continua havendo uma ênfase crescente na redução de emissões. Isso está apresentando um empolgante novo mercado para as tecnologias com menor emissão de carbono e captura e sequestro de carbono (CSC), no qual temos uma posição muito boa, conforme exemplificado pela expansão do nosso portfólio de CSC segundo o nosso recente anúncio do acordo para adquirir uma participação majoritária da Aker Carbon Capture.

"De forma geral, a dinâmica do ciclo continua reforçando nossa estratégia e perspectiva para o futuro. Espero continuar fornecendo serviço excepcional para nossos clientes e resultados para nossos acionistas durante todo o ano".

Outros eventos

Durante o trimestre, a SLB comprou 5,3 milhões de ações ordinárias a um preço médio de $50,13 por ação, por um preço total de compra de $270 milhões.

Em 27 de março de 2024, a SLB anunciou um acordo para combinar seu negócio de captura de carbono com a Aker Carbon Capture (OSE: ACC) a fim de apoiar a acelerada descarbonização industrial em larga escala. Combinando portfólios tecnológicos complementares, expertise líder em design de processo e uma estabelecida plataforma de entrega de projetos, a combinação aproveitará o produto de captura comercial de carbono da Aker Carbon Capture e a capacidade de industrialização e desenvolvimentos de nova tecnologia da SLB. Isso criará um veículo para acelerar a introdução de tecnologia inovadora em estágio inicial no mercado global em uma plataforma comercial comprovada. Após a transação, a SLB deterá 80% do negócio combinado e a ACC deterá 20%. A transação está sujeita a aprovações regulatórias e outras condições de fechamento tradicionais e está prevista para conclusão no segundo trimestre de 2024.

Em 2 de abril de 2024, a SLB e a ChampionX Corporation (NASDAQ: CHX) anunciaram um acordo definitivo para a SLB comprar a ChampionX em uma transação com todas as ações. Segundo os termos do acordo, os acionistas da ChampionX receberão 0,735 ações ordinárias da SLB em troca de cada ação da ChampionX. No fechamento da transação, os acionistas da ChampionX deterão aproximadamente 9% das ações ordinárias da SLB em circulação. A SLB espera concretizar as sinergias anuais antes dos impostos de aproximadamente $400 milhões dentro dos primeiros três anos, após o fechamento, através de receita incremental e economias de custo. A transação está sujeita à aprovação dos acionistas da ChampionX, aprovações regulatórias e outras condições de fechamento costumeiras. Prevê-se que a conclusão da transação ocorrerá antes do final de 2024.

Em 19 de abril de 2024, o Conselho Diretor da SLB aprovou um dividendo trimestral em dinheiro de $0,275 por ação ordinária em circulação, pagável em 11 de julho de 2024 aos acionistas registrados em 5 de junho 2024.

Receita do primeiro trimestre por área geográfica

Três meses com término em Variação
31 de março de
2024
31 de dezembro de
2023
31 de março de
2023
Sequencial Ano a ano
América do Norte

$1.598

$1.641

$1.698

-3%

-6%

América Latina

1.654

1.722

1.617

-4%

2%

Europa e África*

2.322

2.429

1.974

-4%

18%

Oriente Médio e Ásia

3.080

3.141

2.394

-2%

29%

Eliminações e outros

53

57

53

n/s

n/s

$8.707

$8.990

$7.736

-3%

13%

 

 

Internacional

$7.056

$7.292

$5.985

-3%

18%

América do Norte

$1.598

$1.641

$1.698

-3%

-6%

 
*Inclui a Rússia e a região do Cáspio
n/s = não significativo

Internacional

A receita de $1,65 bilhão na América Latina aumentou 2% ano a ano devido a maiores vendas dos sistemas de produção no Brasil e atividade robusta de perfuração na Argentina, parcialmente compensada pela redução de receita de perfuração no México. Sequencialmente, a receita diminuiu 4% devido a menor receita de perfuração no México e menor receita de soluções de desempenho de ativos (APS, Asset Performance Solutions) no Equador.

A receita de $2,32 bilhões na Europa e África aumentou 18% ano a ano, com crescimento impulsionado pela aquisição do negócio submarino Aker, primariamente na Escandinávia. O crescimento foi ainda mais estimulado por atividade intensificada de exploração offshore, perfuração e produção na África Ocidental. Sequencialmente, a receita diminuiu 4% devido a reduções sazonais da atividade, principalmente na Europa e na Escandinávia.

A receita de $3,08 bilhões no Oriente Médio e Ásia aumentou 29% ano a ano devido à maior atividade de perfuração, intervenção e avaliação na Arábia Saudita, Egito, Emirados Árabes Unidos, Omã, Kuwait, Sudeste Asiático e Austrália. Sequencialmente, a receita diminuiu 2% devido a menor atividade sazonalmente e ausência de vendas de produtos no final do ano.

América do Norte

A receita de $1,60 bilhão na América do Norte diminuiu 6% ano a ano devido à menor atividade de perfuração no território americano e menor receita de APS no Canadá, enquanto a receita offshore manteve-se estável. Sequencialmente, a receita na América do Norte diminuiu 3% devido a menos vendas de sistemas de produção no Golfo do México nos EUA, enquanto a receita no território americano manteve-se essencialmente estável.

Resultados do primeiro trimestre por divisão

Digital e integração

(Expresso em milhões)
Três meses com término em Variação
31 de março de
2024
31 de dezembro de
2023
31 de março de
2023
Sequencial Ano a ano
Receita

 

Internacional

$717

$790

$642

-9%

12%

América do Norte

236

257

251

-8%

-6%

Outros

-

2

1

n/s

n/s

$953

$1.049

$894

-9%

7%

 

 

Lucro operacional antes dos impostos

$254

$356

$265

-29%

-4%

Margem operacional antes dos impostos

26,6%

34,0%

29,6%

-735 bps

-300 bps

 
n/s = não significativo

A receita de $953 milhões de Digital e integração aumentou 7% ano a ano como resultado do crescimento em vendas digitais nos mercados internacionais, enquanto a receita de APS manteve-se estável ano a ano. Sequencialmente, a receita passou por um declínio sazonal de 9% após fortes vendas digitais no final de ano.

A margem operacional antes dos impostos de 27% de Digital e integração contraiu 300 bps ano a ano e 735 bps sequencialmente. A margem operacional antes dos impostos diminuiu ano a ano devido aos efeitos de maior despesa de amortização de APS e menores preços do gás. Sequencialmente, a margem operacional antes dos impostos contraiu primariamente devido a vendas digitais mais baixas sazonalmente.

Desempenho de reservatórios

(Expresso em milhões)
Três meses com término em Variação
31 de março de
2024
31 de dezembro de
2023
31 de março de
2023
Sequencial Ano a ano
Receita
Internacional

$1.592

$1.611

$1.380

-1%

15%

América do Norte

130

123

120

6%

8%

Outros

3

1

3

n/s

n/s

$1.725

$1.735

$1.503

-1%

15%

 

 

Lucro operacional antes dos impostos

$339

$371

$242

-8%

40%

Margem operacional antes dos impostos

19,7%

21,4%

16,1%

-170 bps

356 bps

 
n/s = não significativo

A receita de $1,72 bilhão de Desempenho de reservatórios cresceu 15% ano a ano devido a aumento de serviços de estimulação, avaliação e intervenção em todas as áreas em terra e offshore e de ambas atividades de exploração e produção. Mais de 70% do crescimento da receita foi registrado no Oriente Médio e Ásia. Sequencialmente, a receita diminuiu 1% à medida que as reduções sazonais das atividades na Rússia e na Ásia foram parcialmente compensadas por aumentos nas atividades no Oriente Médio, na América do Norte, e na Europa e África.

A margem operacional antes dos impostos de 20% de Desempenho de reservatórios expandiu 356 bps ano a ano com melhora da lucratividade nos mercados internacionais, impulsionada por maior atividade e melhor preço oriundos de maior intensidade tecnológica em avaliação e estímulo. Sequencialmente, a margem operacional antes dos impostos contraiu 170 bps como resultado do declínio da receita sazonal das atividades de intervenção internacionalmente.

Construção de poços

(Expresso em milhões)
Três meses com término em Variação
31 de março de
2024
31 de dezembro de
2023
31 de março de
2023
Sequencial Ano a ano
Receita
Internacional

$2.707

$2.748

$2.493

-1%

9%

América do Norte

604

614

711

-2%

-15%

Outros

57

64

57

n/s

n/s

$3.368

$3.426

$3.261

-2%

3%

 

 

Lucro operacional antes dos impostos

$690

$770

$672

-10%

3%

Margem operacional antes dos impostos

20,5%

22,5%

20,6%

-198 bps

-11 bps

 
n/s = não significativo

A receita de $3,37 bilhões de Construção de poços aumentou 3% ano a ano impulsionada por forte atividade internacional, primariamente no Oriente Médio e Ásia, parcialmente compensada pelo declínio de receita na América do Norte e na América Latina. Sequencialmente, a receita foi 2% menor devido a reduções sazonais das atividades em todas as áreas.

A margem operacional antes dos impostos de 20% de Construção de poços manteve-se basicamente estável ano a ano, expandindo internacionalmente devido a robustos aumentos nas atividades de medidas e fluidos, mas foi parcialmente compensada pela contração da margem na América do Norte. Sequencialmente, a margem operacional antes dos impostos diminuiu 198 bps devido ao declínio sazonal na atividade.

Sistemas de produção

(Expresso em milhões)
Três meses com término em Variação
31 de março de
2024
31 de dezembro de
2023
31 de março de
2023
Sequencial Ano a ano
Receita
Internacional

$2.164

$2.276

$1.574

-5%

37%

América do Norte

647

666

626

-3%

3%

Outros

7

2

7

n/s

n/s

$2.818

$2.944

$2.207

-4%

28%

 

 

Lucro operacional antes dos impostos

$400

$442

$205

-10%

95%

Margem operacional antes dos impostos

14,2%

15,0%

9,3%

-84 bps

490 bps

 
n/s = não significativo

A receita de $2,82 bilhões de Sistemas de produção aumentou 28% ano a ano, principalmente devido à aquisição do negócio submarino Aker. Excluindo os efeitos da aquisição da Aker, a receita aumentou 6% ano a ano, impulsionada por vendas internacionais de dois dígitos. O crescimento orgânico ano a ano foi liderado por fortes vendas internacionais de completações, sistemas de produção em superfície e elevação artificial, parcialmente compensada pela redução nas vendas de sistemas de produção midstream. O declínio sequencial da receita foi impulsionado por menores vendas sazonalmente dos sistemas de produção submarina, elevação artificial e sistemas de produção midstream.

A margem operacional antes dos impostos para Sistemas de produção expandiu 490 bps ano a ano devido a melhor lucratividade nos sistemas de produção submarina, completações, sistemas de produção em superfície e elevação artificial, impulsionada por mix de atividades, eficiência na execução e conversão de reserva com preço melhorado. Sequencialmente, a margem operacional antes dos impostos diminuiu devido a menores vendas sazonalmente.

Destaques do trimestre

PRINCIPAL

Contratos fechados

A SLB continua fechando novos contratos que se alinham com os pontos fortes principais da empresa, particularmente nas bacias internacionais e offshore. Entre os destaques notáveis se encontram:

  • No Brasil, a SLB assegurou um contrato integrado de perfuração em Búzios, Atapu e Sépia. Com um escopo de três anos, de 2025 a 2028, o contrato inclui serviços de perfuração, brocas e fluidos, registro do tipo de formação e dos fluidos, serviços de cabresto com pressão gerenciada durante a perfuração, cimentação, ferramentas para pesca e remediação e limpeza de poços.
  • Também no Brasil, a Petrobras fechou com a SLB um acordo de estrutura tecnológica para desenvolver um sistema autônomo de intervenção leve de manutenção de poço que eliminará a necessidade por uma sonda em águas profundas. Esse contrato de dois anos e meio será desenvolvido localmente e determinará a viabilidade de uma plataforma com boa relação custo-benefício para executar intervenções leves offshore.
  • Na Líbia, a Arkenu fechou um contrato de serviços de produção integrada com a SLB, por um período mínimo de oito anos. Com um escopo de mais de 150 poços, as operações incluirão a reativação de poços fechados, reentradas/desvios de perfuração e atualização das instalações de superfície existentes. Essas iniciativas expandiram as ofertas da SLB no país quanto à otimização da produção de gás e petróleo de maneira sustentável e com bom custo-benefício.
  • Também na Líbia, a Mabruk Oil Operations fechou um segundo contrato de três anos com a SLB para empregar uma instalação de produção inicial (EPF, early production facility) "expressa". Como parte principal do portfólio de soluções Production ExPRESS™ de resposta rápida de produção, a EPF expressa mobilizará as tecnologias existentes da SLB, adequadas para o uso pretendido, permitindo que o operador acelere a produção de 25.000 barris por dia, reduzindo a exposição do fluxo de caixa ao lidar com dinâmicas de reservatórios desconhecidas. A integração de tecnologia de queima zero nas soluções Production ExPRESS ajuda na conformidade com requerimentos regulatórios e reduz o impacto ambiental das instalações de produção.
  • No Iraque, a Eni Iraq BV fechou dois contratos com a SLB para serviços integrados de construção de poços, que começarão até o segundo trimestre de 2024. O escopo do primeiro contrato, uma implementação de um contrato atual, inclui 18 poços com duas plataformas. O escopo do segundo contrato abrange 16 poços com duas plataformas adicionais.
  • Em Omã, a bp concedeu uma prorrogação substancial do contrato com a SLB para a provisão de serviços de estimulação. A prorrogação de cinco anos reflete a forte parceria e o acordo mútuo para continuar colaborando em planos de ação em eficiência e sustentabilidade. Essas iniciativas almejam reduzir as emissões do setor de serviços de estimulação upstream, demonstrando nosso compromisso compartilhado com a administração ambiental e práticas sustentáveis.
  • Nas Filipinas, a Prime Energy Resources Development B.V. fechou um contrato com a OneSubsea para o fornecimento de sistemas de produção submarina para a expansão do campo de gás Malampaya. O escopo do contrato é para a fase 4 do desenvolvimento do Malampaya, inclusivo de todo o hardware para a adição de dois novos poços. A OneSubsea fornecerá sistemas configuráveis padrão e eficiente de capital, compreendendo árvores submarinas, cabeças de poços e controles. Espera-se que a primeira entrega de equipamentos aconteça em dezembro de 2024, com metas de desenvolvimento de campo voltadas para entregar o primeiro gás em 2026.
  • Na Malásia, duas empresas nacionais de petróleo fecharam contratos com a SLB para trabalhar pelo período de dois anos em 2024-2025. Esses contratos abrangem testes de poços e trabalho de completação de perfuração transportada por tubulação para exploração offshore na Malásia.

Tecnologia e desempenho

As notáveis introduções e utilização tecnológicas no trimestre incluem o seguinte:

  • Na Guiana, as tecnologias da SLB estabeleceram um novo padrão para o desempenho em uma campanha de trabalho em mar aberto para a ExxonMobil Guyana. As ferramentas avançadas da SLB empregadas na campanha de 13 poços melhoraram a taxa de penetração em 60%, reduziram o tempo de pesquisas giroscópicas em 85% e melhoraram a direção em 20%. A campanha viu o primeiro uso de uma broca de corte de diamante policristalino de 26 polegadas na Guiana, a aplicação do serviço definitivo GyroLink™ de giroscópio durante a perfuração e a primeira implementação global do motor DynaForce™ de perfuração de alto desempenho de nove polegadas integrado ao elastômero de motor para ambientes extremos DynaPower XE™ no sistema direcionável e rotativo motorizado PowerDrive vorteX™. O primeiro uso na Guiana de uma broca AccuStrike™ de estrutura curta expandiu as capacidades de desempenho em poços de trajetória complexa.
  • Também na Guiana, a solução aprimorada SureRock™ da SLB para coleta de amostras de rochas laterais aos poços foi utilizada como um capacitador importante para evitar a perfuração de um poço de desvio em uma amostra inteira no Stabroek Block. Ao usar recursos digitais avançados e informações em tempo real sobre poços próximos, a ExxonMobil Guyana Limited (EMGL) e a SLB estabeleceram uma estratégia eficiente que adquiriu 118 amostras de rochas laterais em apenas duas execuções, representando uma taxa de recuperação de 96%. Através da eliminação do poço de desvio, a EMGL economizou 15 dias de tempo de operação, equivalendo a 2.550 toneladas métricas de emissões de CO2, ao mesmo tempo que alcançou todos os objetivos de avaliação da formação.
  • Na Noruega, as inovadoras soluções tecnológicas da SLB e o compromisso com a excelência foram vitais no apoio à Aker BP em perfurar o maior poço de exploração na Noruega com mais de 6.000 metros perfurados no reservatório. Essa cooperação resultou em marcos tecnológicos que possibilitaram a perfuração horizontalmente por longos intervalos no reservatório e adquirir um largo volume de dados críticos para o desenvolvimento de campo ao passo em que apoia uma significante descoberta de petróleo.
  • Na Tailândia, uma campanha de aprimoramento da produção usando o serviço inteligente de intervenção extrema com cabresto ReSOLVE iX™ restaurou, com sucesso, a produção em quatro poços de gás offshore que passavam por problemas de escala. Os sensores da ferramenta para o fundo do poço possibilitaram monitoramento em tempo real do desempenho de trituração em escala a temperaturas altas. O emprego da ferramenta no cabresto elétrico diminuiu o custo operacional geral e a pegada de carbono.
  • Na Indonésia, a SLB contribuiu para o sucesso do poço de exploração Layaran-1 da Mubadala Energy, com serviços combinados que incluíram construção de poços, análise de desempenho de reservatório e uma coluna submarina. O emprego do pacote completo de serviços em águas profundas em operações a altas temperaturas comprovou a robustez e o valor dessas tecnologias de ponta. Esse foi o primeiro poço em águas profundas da Mubadala Energy em um campo estimado em contribuir com seis trilhões de pés cúbicos adicionais às reservas de gás da Indonésia.

Descarbonização

A SLB está focada em desenvolver e implementar tecnologias que podem reduzir as emissões e o impacto ambiental com soluções práticas e comprovadas de forma quantificável. Entre os destaques estão:

  • Na bacia Midland, a SLB recebeu um prêmio da Pioneer Natural Resources reconhecendo seu trabalho na redução de emissões de gases do efeito estufa através do uso do sistema de geopolímero livre de cimentos EcoShield™ e do sistema direcionável e rotativo PowerDrive Orbit™. Através do uso dessas tecnologias da SLB, a Pioneer conseguiu aumentar a eficiência de perfuração, além de reduzir as emissões de carbono.
  • Na Guiana, a SLB concluiu o teste de campo de um adensante ecologicamente correto para substituir a barita em lama usando a técnica de duplo gradiente (dynamic kill drilling) para a ExxonMobil Guyana. O material de sólidos recuperados processados termicamente (TPRS, thermally processed recovered solids) é derivado de resíduo de lama de perfuração de base sintética reciclada. Os dois bem-sucedidos poços de teste de campo atingiram os benefícios de menor quantidade de resíduos; menor pegada de carbono e tráfego de caminhões associado com o transporte de TPRS a aterros; e menor pegada de carbono associada com a moagem, mineração e transporte de barita até a Guiana, aproximadamente 54.540 quilos somente para os poços de teste de campo.
  • Na Holanda, a ONE-Dyas fechou um contrato com a SLB para fornecer cabeças de poço Cameron e sistemas de árvore de produção para o desenvolvimento inicial de cinco poços no projeto N05-A. A plataforma N05-A será a primeira plataforma holandesa de tratamento de gás offshore no Mar do Norte a operar completamente com energia eólica, que será fornecida por um parque de energia eólica nas proximidades. O sistema inclui acionadores elétricos de superfície instalados nas válvulas das árvores. Essa utilização de um acionador elétrico de superfície em uma árvore de produção offshore é inédita na indústria. Os acionadores elétricos de superfície possibilitam menores pegadas, emissões quase zero durante a produção e instalações não tripuladas altamente confiáveis. Espera-se que a entrega aconteça até o quarto trimestre de 2024.
  • Em Omã, a MedcoEnergi começou a utilizar o sistema de geopolímero de baixo carbono e livre de cimento EcoShield com sucesso, abrindo o caminho para a descarbonização das operações de cimentação da empresa. A primeira utilização em Omã resultou na eliminação completa de cimento convencional de Classe G e no uso de materiais sustentáveis obtidos localmente durante a cimentação de revestimento de superfície. Esse trabalho atingiu uma redução estimada de 87% em emissões de CO2 quando comparado com o trabalho convencional de cimentação de revestimento de superfície e representa um marco importante para a MedcoEnergi e a SLB no que diz respeito a se alinhar com a trajetória da indústria rumo à emissão líquida zero. Os trabalhos para o sistema de baixo carbono EcoShield foram projetados e executados usando fluxos de trabalho padrão de cimentação em campo petrolífero e equipamentos de bombeamento e mostraram parâmetros de perfuração idênticos àqueles dos sistemas de cimentos convencionais.

DIGITAL

A SLB está implementando tecnologia digital em escala, entrando em parceria com clientes para migrar sua tecnologia e seus fluxos de trabalho para a nuvem, adotar novos recursos possibilitados por IA e alavancar insights para elevar seu desempenho. Entre os notáveis destaques estão:

Contratos

  • Na Índia, a Oil and Natural Gas Company (ONGC) concedeu à SLB um projeto de transformação digital de sete anos para empregar uma plataforma integrada de geração de relatórios para mais de 180 plataformas de perfuração e manutenção de poços. O projeto visa padronizar e automatizar a geração de relatórios para atividades de perfuração, completação e manutenção em todos os ativos da ONGC e usar melhor visualização e análises para tomar decisões baseadas em dados a nível empresarial. O projeto servirá de base para impulsionar planejamento estratégico e otimizar o desempenho de ativos usando IA e fluxos de trabalho de aprendizado de máquina em operações de exploração e produção tanto em ambientes onshore quanto offshore.
  • Também na Índia, a Oil and Natural Gas Company, ativo de Neela Heera (ONGC-NH), concedeu à SLB um projeto de três anos para implementar um sistema integrado de análise digital no seu segundo maior campo de produção offshore no oeste da Índia. O sistema avançado integra volumes enormes de dados de produção em um painel consolidado para a visualização em nível empresarial e engloba poços, instalações e 15 fluxos de trabalho técnicos desenvolvidos na INNOVATION FACTORI para vigilância e otimização de produção. O uso do simulador multifásico de fluxo permanente Pipesim™ possibilitará a tomada de decisão proativa, por meio da rápida identificação de gargalos e desafios operacionais. Ao minimizar viagens regionais e offshore desnecessárias, a iniciativa mitigará os riscos para a saúde, segurança e meio ambiente.
  • No Paquistão, a Oil & Gas Development Company Limited (OGDCL) fechou uma parceria com a SLB para lançar o primeiro centro digital de perfuração do país. A colaboração é pioneira em algoritmos de engenharia avançada, automação, IA e tecnologias de aprendizado de máquina para otimizar a eficiência de perfuração para uma desafiadora campanha de perfuração no norte do Paquistão, usando as soluções de planejamento e engenharia coerentes de poços DrillPlan™ e as soluções inteligentes de insights e entregas de poços DrillOps™. A iniciativa representa um avanço significativo na digitalização de operações de perfuração do setor de energia do Paquistão para aprimorar a eficiência operacional, reduzir os custos e promover a exploração sustentável de gás e petróleo no país.

Capacitação digital

  • Na República do Congo, a Eni implementou a tecnologia avançada de automação de perfuração impulsionada por IA da SLB na campanha de perfuração de um desenvolvimento de GNL. A automação ajudou a entregar 1.071 metros em um único dia, com o dobro da taxa bruta de penetração comparada com a média do setor. As equipes da Eni e da SLB trabalharam em estreita colaboração usando as tecnologias digitais integradas da SLB, começando com as soluções de planejamento e engenharia coerentes de poços DrillPlan. Os planos dos poços foram executados com o DrillOps Automate, trabalhando em harmonia com o software de sequenciamento de equipamento de piso de plataforma DrillPilot™ e as tecnologias do sistema direcionável e rotativo para fundo de poço possibilitado pelo serviço definitivo de pesquisa dinâmica durante a perfuração TruLink™ e telemetria rápida Orion.
  • Em Omã, a Medco Oman LLC fechou um contrato com a SLB para um serviço automatizado de análise e medição de desempenho de perfuração. O serviço alavancará as tecnologias digitais para avaliar o desempenho atual da plataforma de forma a identificar e mitigar os riscos dinâmicos, como o potencial de incidentes de tubulação presa. Essa iniciativa visa aprimorar o desempenho operacional, reduzir o tempo não produtivo e minimizar o tempo perdido da Medco. O projeto marca o início de uma jornada de transformação digital à medida que a SLB e a Medco colaboram na primeira implantação de nuvem no país. O projeto aplicará tecnologias digitais alimentadas por IA às operações de perfuração de Omã e criará uma plataforma digital para um fluxo de trabalho integrado de construção de poços.
  • Nos EUA, a Extreme e a INNOVATION FACTORI colaboraram diretamente com seus clientes de empresas de serviços, como a Total Directional Services, LLC, para desenvolver uma ferramenta de entrega de dados de perfuração da próxima geração que permite que os clientes acessem seus dados de forma rápida e mais eficiente. Os fluxos de trabalho digitais e automatizados da Extreme permitem que os clientes maximizem o valor dos dados dos seus sistemas direcionáveis e rotativos. A integração com a plataforma Dataiku AI acelera o processo de fornecimento de insights a partir dos conjuntos de dados. Customização rápida adicional e desenvolvimento escalável são fornecidos através da rede INNOVATION FACTORI.

NOVA ENERGIA

A SLB continua participando na transição global de sistemas de energia de baixo carbono através de tecnologia inovadora e parcerias estratégicas, incluindo o seguinte:

  • A SLB está participando como parceira de implementação tecnológica em dois projetos de CSC que foram selecionados por negociações pelo Departamento Americano de Energia, Escritório de Demonstrações de Energia Limpa. O primeiro é em parceria com a TDA Research para implantar um sistema de captura de carbono no Centro de Teste Integrado de Wyoming, localizado fora da estação Dry Fork da Basin Electric, uma usina elétrica a carvão em Gillette, Wyoming. O segundo é em parceria com a RTI International, International Paper e Amazon para um projeto piloto de captura de carbono planejado na usina Vicksburg Containerboard da International Paper em Mississippi. Juntos, esses projetos serão o piloto de tecnologias de captura de carbono em estágio inicial, com o objetivo de capturar economicamente 278.000 toneladas cúbicas de CO2 anualmente.
  • Na Austrália, a SLB concluiu um teste totalmente integrado de injeção de CO2 para o centro de CSC Cygnus da Mitsui E&P Australia. A SLB forneceu a avaliação de armazenamento de carbono e projetou e supervisionou o inovador sistema de injeção de CO2, desde a conceitualização até a execução, utilizando conhecimento técnico e tecnologias como o simulador multifásico de fluxo dinâmico Olga™ e o software de simulação de processos Symmetry™. O projeto Cygnus, na região centro-oeste de Western Australia, visa reduzir as emissões das instalações da Mitsui e apoiar outras indústrias na descarbonização das suas operações.
  • Nas Filipinas, a Energy Development Corporation fechou contratos com a SLB para um projeto geotérmico abrangendo um período de três anos. Os contratos incluem trabalho de acidificação, cimentação e registro de lama de poços geotérmicos.
  • Nos Estados Unidos, a Eversource, provedora de energia em Connecticut, Massachusetts, e New Hampshire, fecharam parceria com a Celsius Energy da SLB para o primeiro sistema de aquecimento e refrigeração geotérmico em rede de propriedade da concessionária nos EUA. A rede geotérmica concluída conectará 140 clientes em quase 40 prédios em Framingham, Massachusetts. Até o momento, a Celsius Energy, escolhida por seu design e perfuração de poços, gerenciou a instalação de 90 poços para o programa piloto da Eversource. Usando sua exclusiva solução em pirâmide ao invés do campo grande e convencional de poços verticais conectados por tubulação de superfície, a Celsius Energy reduziu significantemente a pegada de superfície e a tubulação de superfície necessária em 74%.

TABELAS FINANCEIRAS

Demonstração dos resultados consolidados e condensados

(Expresso em milhões, exceto os valores por ação)

 
Três meses
Períodos com término em 31 de março

2024

2023

 
Receita

$8.707

$7.736

Juros e outros rendas(1)

84

92

Despesas
Custo de receita (1)

7.007

6.285

Pesquisa e engenharia

182

174

Geral e administrativo

121

91

Fusão e integração(1)

11

-

Juros

113

117

Lucro antes dos impostos (1)

$1.357

$1.161

Despesa fiscal (1)

259

217

Lucro líquido(1)

$1.098

$944

Lucro líquido atribuível a participações minoritárias(1)

30

10

Lucro líquido atribuível à SLB(1)

$1.068

$934

 
Ganhos diluídos por ação da SLB(1)

$0,74

$0,65

 
Média de ações em circulação

1.431

1.426

Média de ações em circulação assumindo diluição

1.447

1.446

 
Depreciação e amortização incluídas nas despesas(2)

$600

$563

(1)

Ver seção intitulada "Encargos e créditos" para obter detalhes.

(2)

Inclui depreciação de ativos fixos e amortização de ativos intangíveis, custos com dados exploração e investimentos de APS.

Balanço patrimonial consolidado e condensado

(Expresso em milhões)

 

31 de março de

31 de dezembro de

Ativos

2024

2023

Ativos circulantes
Dinheiro e investimentos de curto prazo

$3.491

$3.989

Recebíveis

8.222

7.812

Inventários

4.549

4.387

Outros ativos circulantes

1.438

1.530

17.700

17.718

Investimento em empresas afiliadas

1.606

1.624

Ativos fixos

7.253

7.240

Fundo de comércio

14.086

14.084

Ativos intangíveis

3.167

3.239

Outros ativos

4.044

4.052

$47.856

$47.957

 
Passivos e patrimônio líquido
Passivos circulantes
Contas a pagar e passivos acumulados

$10.051

$10.904

Passivo estimado para impostos sobre a renda

987

994

Empréstimos de curto prazo e parcela atual de dívida de longo prazo

1.430

1.123

Dividendos a pagar

411

374

12.879

13.395

Dívida de longo prazo

10.740

10.842

Benefícios pós-aposentadoria

177

175

Outros passivos

2.137

2.186

25.933

26.598

Patrimônio líquido

21.923

21.359

$47.856

$47.957

Liquidez

(Expresso em milhões)

Componentes de liquidez 31 de março de
2024
31 de dezembro de
2023
31 de março de
2023
Dinheiro e investimentos de curto prazo

 

$3.491

$3.989

$2.504

Empréstimos de curto prazo e parcela atual de dívida de longo prazo

 

(1.430)

(1.123)

(2.140)

Dívida de longo prazo

 

(10.740)

(10.842)

(10.698)

Dívida líquida(1)

 

$(8.679)

$(7.976)

$(10.334)

 
Detalhes das mudanças na liquidez:
 

Três

 

Três

meses

 

meses

Período com término em 31 de março de

 

2024

 

2023

 
Lucro líquido

 

$1.098

$944

Encargos e créditos, líquidos de impostos(2)

 

19

(28)

 

1.117

916

Depreciação e amortização (3)

 

600

563

Despesa de remuneração baseada em ações

 

100

81

Mudança no capital de giro

 

(1.486)

(1.230)

Outros

 

(4)

-

Fluxo de caixa oriundo de operações

 

327

330

 
Despesas de capital

 

(399)

(410)

Investimentos e APS

 

(121)

(133)

Dados de exploração capitalizados

 

(29)

(52)

Fluxo de caixa livre (4)

 

(222)

(265)

 
Dividendos pagos

 

(357)

(249)

Programa de recompra de ações

 

(270)

(230)

Receitas de planos de ação de funcionários

 

115

121

Aquisições e investimentos em negócios, líquidos de caixa adquirido

 

(27)

(244)

Compras de títulos Blue Chip Swap

 

(52)

(38)

Receitas da venda de títulos Blue Chip Swap

 

34

26

Receita da venda de ações da Liberty

 

-

137

Impostos pagos sobre prêmios de remuneração líquidos baseados em ações liquidadas

 

(78)

(88)

Outros

 

58

(72)

Redução da dívida líquida antes do impacto das mudanças nas taxas cambiais

 

(799)

(902)

Impacto das mudanças nas taxas cambiais sobre a dívida líquida

 

96

(100)

Redução na dívida líquida

 

(703)

(1,002)

Dívida líquida, no começo do período

 

(7.976)

(9.332)

Dívida líquida, no fim do período

 

$(8.679)

$(10.334)

(1)

A "dívida líquida" representa a dívida bruta menos caixa e investimentos de curto prazo. A gerência acredita que a dívida líquida fornece informações úteis aos investidores e à gerência referentes ao nível de endividamento da SLB, ao refletir o caixa e os investimentos que poderiam ser utilizados para pagar a dívida. A dívida líquida é uma medida financeira não-GAAP que deve ser considerada além, e não como um substituto ou superior, da dívida total.

(2)

Consulte a seção intitulada “Encargos e créditos” para obter detalhes.

(3)

Inclui depreciação de ativos fixos e amortização de ativos intangíveis, custos de dados de exploração e investimentos em APS.

(4)

O "fluxo de caixa livre" representa o fluxo de caixa das operações menos despesas de capital, investimentos em APS e custos de dados de exploração capitalizados. A gerência acredita que o fluxo de caixa livre é uma medida de liquidez importante para a empresa e útil aos investidores e à administração como uma medida da capacidade da SLB de gerar caixa. Uma vez satisfeitas as necessidades e obrigações do negócio, esse caixa pode ser utilizado para reinvestir na empresa para crescimento futuro ou retornar aos acionistas mediante pagamentos de dividendos ou recompra de ações. O fluxo de caixa livre não representa o fluxo de caixa residual disponível para despesas discricionárias. O fluxo de caixa livre é uma medida financeira não-GAAP que deve ser considerada além, e não como um substituto ou superior, do fluxo de caixa das operações.

Encargos e créditos

Além dos resultados financeiros determinados segundo os princípios contábeis geralmente aceitos (GAAP) dos EUA, esta divulgação de resultados do primeiro trimestre de 2024 também inclui medidas financeiras não-GAAP (conforme definido no Regulamento G da SEC). Além das medidas financeiras não-GAAP discutidas em "Liquidez", o lucro líquido da SLB, excluindo encargos e créditos, bem como medidas dele derivadas (incluindo EPS diluído, excluindo encargos e créditos; taxa de imposto efetiva, excluindo encargos e créditos; EBITDA ajustado e margem de EBITDA ajustado) são medidas financeiras não-GAAP. A gerência acredita que a exclusão de encargos e créditos dessas medidas financeiras proporciona uma perspectiva útil sobre os resultados comerciais subjacentes e as tendências operacionais da SLB, e um meio para avaliar o período de operações da SLB ao longo do período. Essas medidas também são utilizadas pela gerência como medidas de desempenho para determinar certas retribuições de incentivos. As medidas financeiras não-GAAP anteriores devem ser consideradas além, e não como um substituto ou superior, de outras medidas de desempenho financeiro preparadas conforme o GAAP. A seguir está indicada uma reconciliação de algumas dessas medidas não-GAAP com as medidas GAAP comparáveis. Para uma reconciliação do EBITDA ajustado à medida GAAP comparável, consulte a seção intitulada "Informações complementares" (Pergunta 9).

(Expresso em milhões, exceto os valores por ação)

 
Primeiro trimestre de 2024
Antes dos impostos Impostos Juros
não contab.
Líquido EPS
diluído
Lucro líquido da SLB (base GAAP)

$1.357

$259

$30

$1.068

$0,74

Fusão e integração(1)

25

6

5

14

0,01

Lucro líquido da SLB, excluindo encargos e créditos

$1.382

$265

$35

$1.082

$0,75

 
 
Primeiro trimestre de 2023
Antes dos impostos Impostos Juros
não contab.
Líquido EPS
diluído
Lucro líquido da SLB (base GAAP)

$1.161

$217

$10

$934

$0,65

Ganho na venda de ações da Liberty (2)

(36)

(8)

-

(28)

(0,02)

Lucro líquido da SLB, excluindo encargos e créditos

$1.125

$209

$10

$906

$0,63

 
 
Quarto trimestre 2023
Antes dos impostos Impostos Juros
não contab.
Líquido EPS
diluído
Lucro líquido da SLB (base GAAP)

$1.433

$284

$36

$1.113

$0,77

Fusão e integração(3)

56

8

8

40

0,03

Desvalorização da Argentina (4)

90

-

-

90

0,06

Lucro líquido da SLB, excluindo encargos e créditos

$1.579

$292

$44

$1.243

$0,86

(1)

$14 milhões desses encargos foram classificados em Custo de receita na Demonstração de resultados consolidada e condensada, sendo que os $11 milhões restantes foram classificados em Fusão e integração.

(2)

Classificado em Juros e outros lucros na Demonstração de resultados consolidada e condensada.

(3)

$45 milhões desses encargos foram classificados em Fusão e integração na Demonstração de resultados consolidada e condensada, sendo que os $11 milhões restantes foram classificados em Custo de receita.

(4)

Classificado em Custo de receita na Demonstração de resultados consolidada e condensada.

Divisões

(Expresso em milhões)
Três meses com término em
31 de março de 2024 31 de dezembro de 2023 31 de março de 2023
Receita Lucro
antes de

impostos
Receita Lucro
antes de
impostos
Receita Lucro
antes de
impostos
Digital e integração

$953

$254

$1.049

$356

$894

$265

Desempenho de reservatórios

1.725

339

1.735

371

1.503

242

Construção de poços

3.368

690

3.426

770

3.261

672

Sistemas de produção

2.818

400

2.944

442

2.207

205

Eliminações e outros

(157)

(34)

(164)

(71)

(129)

7

Lucro operacional dos segmentos antes dos impostos

1.649

1.868

1.391

Corporativo e outros

(191)

(193)

(169)

Receitas de juros(1)

34

30

17

Despesas de juros(1)

(110)

(126)

(114)

Encargos e créditos(2)

(25)

(146)

36

$8.707

$1.357

$8.990

$1.433

$7.736

$1.161

(1)

Exclui valores que estão incluídos nos resultados dos segmentos.

(2)

Consulte a seção intitulada "Encargos e créditos" para obter detalhes.

Informações complementares

Perguntas frequentes

1)

Qual é a orientação de investimento de capital para todo o ano de 2024?

 

O investimento de capital (que consiste em despesas de capital, custos de dados de exploração e investimentos em APS) para todo o ano de 2024 deverá ser cerca de $2,60 bilhões, que é o mesmo nível de todo o ano de 2023.

 

 

2)

Qual foi o fluxo de caixa operacional e o fluxo de caixa livre para o primeiro trimestre de 2024?

 

O fluxo de caixa operacional no primeiro trimestre de 2024 foi de $327 milhões e o fluxo de caixa livre foi de $222 milhões.

 

 

3)

O que foi incluído em "Juros e outras receitas" no primeiro trimestre de 2024?

 

Os “Juros e outras receitas" no primeiro trimestre de 2024 foi de $84 milhões. Consistiu em receitas de juros de $38 milhões e ganhos de investimentos pelo método de patrimônio líquido de $46 milhões.

 

 

4)

Como as receitas e despesas de juros mudaram durante o primeiro trimestre de 2024?

 

As receitas de juros de $38 milhões no primeiro trimestre de 2024 diminuíram $2 milhões sequencialmente. As despesas de juros de $113 milhões diminuíram $17 milhões sequencialmente.

 

 

5)

Qual é a diferença entre o lucro consolidado antes dos impostos e o lucro operacional dos segmentos antes dos impostos da SLB?

 

A diferença consiste em itens corporativos, encargos e créditos, receitas de juros e despesas de juros não alocadas aos segmentos, bem como despesas de remuneração com base em ações, despesas de amortização associadas a certos ativos intangíveis, certas iniciativas administradas centralmente e outros itens não operacionais.

 

 

6)

Qual foi a taxa efetiva de impostos (ETR) para o primeiro trimestre de 2024?

 

A ETR para o primeiro trimestre de 2024, calculada de acordo com a GAAP, foi de 19,1% quando comparada a 19,9% para o quarto trimestre de 2023. Excluindo os encargos e créditos, a ETR para o primeiro trimestre de 2024 foi 19,1% e para o quarto trimestre de 2023 foi de 18,5%.

 

 

7)

Quantas ações ordinárias estavam em circulação em 31 de março de 2024 e como isso mudou em relação ao fim do trimestre anterior?

 

Havia 1,429 bilhão de ações ordinárias em circulação em 31 de março de 2024 e 1,427 bilhão de ações em circulação em 31 de dezembro de 2023.

(Expresso em milhões)
Ações em circulação em 31 de dezembro de 2023

1.427

Ações emitidas sob plano de compra de ações de funcionários

2

Ações emitidas para opções, menos ações trocadas

-

Aquisição de ações restritas

5

Programa de recompra de ações

(5)

Ações em circulação em 31 de março de 2024

1.429

8)

Qual foi o número médio ponderado de ações em circulação durante o primeiro trimestre de 2024 e o quarto trimestre de 2023? Como isso se reconcilia com o número médio de ações em circulação, assumindo a diluição, utilizado no cálculo do lucro por ação diluído?

O número médio ponderado de ações em circulação foi de 1,431 bilhão durante o primeiro trimestre de 2024 e 1,429 bilhão durante o quarto trimestre de 2023. A seguir houve uma reconciliação da média ponderada de ações em circulação com o número médio de ações em circulação, assumindo diluição, utilizado no cálculo do lucro por ação diluído.

(Expresso em milhões)
Primeiro trimestre de
2024
Quarto trimestre de
2023
Média ponderada de ações em circulação

1,431

1,429

Ações restritas não adquiridas

15

16

Exercício presumido de opções de ações

1

1

Médias de ações em circulação, assumindo diluição

1,447

1,446

9)

Qual foi o EBITDA ajustado da SLB no primeiro trimestre de 2024, no quarto trimestre de 2023 e no primeiro trimestre de 2023?

O EBITDA ajustado da SLB foi de $2,057 bilhões no primeiro trimestre de 2024, $2,277 bilhões no quarto trimestre de 2023 e $1,788 bilhão no primeiro trimestre de 2023, e foi calculado do seguinte modo:

(Expresso em milhões)
Primeiro trimestre de
2024
Quarto trimestre de
2023
Primeiro trimestre de
2023
Lucro líquido atribuível à SLB

$1.068

$1.113

$934

Lucro líquido atribuível a participações minoritárias

30

36

10

Despesa fiscal

259

284

217

Lucro antes dos impostos

$1.357

$1.433

$1.161

Encargos e créditos

25

146

(36)

Depreciação e amortização

600

609

563

Despesas de juros

113

130

117

Receitas de juros

(38)

(41)

(17)

EBITDA ajustado

$2.057

$2.277

$1.788

O EBITDA ajustado representa o lucro antes dos impostos, excluindo encargos e créditos, depreciação e amortização, despesas de juros e receitas de juros. A gerência acredita que o EBITDA ajustado é uma medida de rentabilidade importante para a SLB e que fornece uma perspectiva útil sobre os resultados comerciais e tendências operacionais subjacentes da SLB, e um meio para avaliar o período de operações do SLB ao longo do período. O EBITDA ajustado também é utilizado pela gerência como medida de desempenho ao determinar certas remunerações de incentivos. O EBITDA ajustado deve ser considerado adicional, e não como um substituto ou superior, a outras medidas de desempenho financeiro preparadas segundo GAAP.
10)

Quais foram os componentes das despesas de depreciação e amortização para o primeiro trimestre de 2024, o quarto trimestre de 2023 e o primeiro trimestre de 2023?

Os componentes das despesas de depreciação e amortização para o primeiro trimestre de 2024, o quarto trimestre de 2023 e o primeiro trimestre de 2023 foram os seguintes:

(Expresso em milhões)
Primeiro trimestre de
2024
Quarto trimestre de
2023
Primeiro trimestre de
2023
Depreciação de ativos fixos

$377

$380

$347

Amortização de ativos intangíveis

81

83

76

Amortização de investimentos em APS

113

111

91

Amortização de custos de dados de exploração capitalizados

29

35

49

$600

$609

$563

11)

Quais divisões compreendem o negócio Principal da SLB e qual foi sua receita e lucro operacional antes de impostos no primeiro trimestre de 2024 e no primeiro trimestre de 2023?

O negócio Principal da SLB compreende Desempenho de reservatórios, Construção de poços e Sistemas de produção. A receita e o lucro operacional antes dos impostos do negócio Principal da SLB no primeiro trimestre de 2024 e no primeiro trimestre de 2023 são calculados do seguinte modo:

Três meses com término em

 

31 de março de
2024
31 de março de
2023

Variação

 

Receita

 

Desempenho de reservatórios

$1.725

$1.503

 

Construção de poços

3.368

3.261

 

Sistemas de produção

2.818

2.207

 

$7.911

$6.971

13%

 

Lucro operacional antes dos impostos

 

Desempenho de reservatórios

$339

$242

 

Construção de poços

690

672

 

Sistemas de produção

400

205

 

$1.429

$1.119

28%

 

Margem operacional antes dos impostos

 

Desempenho de reservatórios

19,7%

16,1%

 

Construção de poços

20,5%

20,6%

 

Sistemas de produção

14,2%

9,3%

 

18,1%

16,1%

202 bps

Sobre a SLB

A SLB (NYSE: SLB) é uma empresa internacional de tecnologia que impulsiona a inovação energética para um planeta equilibrado. Com uma presença mundial em mais de 100 países e funcionários que representam quase o dobro das nacionalidades, trabalhamos todos os dias na inovação do petróleo e gás, no fornecimento digital em escala, na descarbonização das indústrias, e no desenvolvimento e expansão de novos sistemas energéticos que aceleram a transição energética. Saiba mais em slb.com.

Informações sobre a teleconferência

A SLB organizará uma teleconferência para discutir o comunicado à imprensa sobre lucros e perspectivas de negócios na sexta-feira, 19 de abril de 2024. A teleconferência está programada para começar às 9h30, horário do leste dos EUA. Para acessar a teleconferência, aberta ao público, entre em contato com a operadora da teleconferência pelo telefone +1 (844) 721-7241 na América do Norte ou +1 (409) 207-6955 fora da América do Norte, cerca de 10 minutos antes do horário de início programado da teleconferência, indicando o código de acesso 8858313. No fim da teleconferência, a gravação do áudio estará disponível até 19 de maio de 2024 por meio do telefone +1 (866) 207-1041 na América do Norte ou +1 (402) 970-0847 fora da América do Norte, indicando o código de acesso 4812789. A teleconferência será transmitida simultaneamente em www.slb.com/irwebcast apenas por áudio. A gravação da transmissão pela web também estará disponível no mesmo site até 19 de maio de 2024.

Declarações prospectivas

Este comunicado à imprensa sobre os lucros do primeiro trimestre de 2024, bem como outras declarações que fazemos, contém "declarações prospectivas" segundo o significado das leis federais de valores mobiliários, que incluem quaisquer declarações que não sejam fatos históricos. Tais declarações contêm com frequência palavras como "esperar", "é possível", "pode", "acreditar", "prever", "planejar", "potencial", "projetado", "projeções", "precursor", "previsão", "perspectiva", "expectativas", "estimar", "pretender", "antecipar", "ambição", "meta", "alvo", "programado", "pensar", "deveria", "poderia", " iria", "irá", "ver", "provavelmente" e outras palavras semelhantes. As declarações prospectivas abordam assuntos que são, em graus variados, incertos, como declarações sobre nossos alvos financeiros e de desempenho e outras previsões ou expectativas referentes ou em função de nossas perspectivas de negócios; crescimento da SLB como um todo e de cada uma de suas divisões (e para linhas de negócios, áreas geográficas ou tecnologias específicas dentro de cada divisão); crescimento da produção e demanda de petróleo e gás natural; preços do petróleo e gás natural; previsões ou expectativas referentes à transição energética e às mudanças climáticas a nível mundial; melhorias nos procedimentos operacionais e na tecnologia; despesas de capital da SLB e do setor de petróleo e gás; nossas estratégias comerciais, incluindo digitais e “adequadas à bacia”, bem como estratégias de nossos clientes; nossos planos de alocação de capital, incluindo planos de dividendos e programas de reaquisição de ações; nossos projetos de APS, empreendimentos conjuntos e outras alianças; o impacto do conflito em curso na Ucrânia no fornecimento internacional de energia; acesso a matérias-primas; futuras condições econômicas e geopolíticas mundiais; liquidez futura, incluindo fluxo de caixa livre; e resultados futuros de operações, como níveis de margem. Essas declarações estão sujeitas a riscos e incertezas, incluindo, entre outros, alterações nas condições econômicas e geopolíticas internacionais; alterações nos gastos de exploração e produção de nossos clientes e mudanças no nível de exploração e desenvolvimento de petróleo e gás natural; resultados de operações e situação financeira de nossos clientes e fornecedores; incapacidade de alcançar suas metas financeiras e de desempenho e outras previsões e expectativas; incapacidade de alcançar nossas metas de emissões líquidas zero de carbono ou metas provisórias de redução de emissões; condições econômicas, geopolíticas e empresariais gerais em regiões chave do mundo; o conflito em curso na Ucrânia; risco cambial; inflação; mudanças na política monetária por parte de governos; pressão de preços; fatores climáticos e sazonais; efeitos desfavoráveis de pandemias sanitárias; disponibilidade e custo das matérias-primas; modificações operacionais, atrasos ou cancelamentos; desafios em nossa cadeia de suprimento; diminuição da produção; extensão dos encargos futuros; incapacidade de reconhecer eficiências e outros benefícios pretendidos de nossas estratégias e iniciativas empresariais, como energia digital ou novas energias, bem como de nossas estratégias de redução de custos; mudanças em regulamentações governamentais e requisitos regulamentares, incluindo aqueles referentes à exploração offshore de petróleo e gás, fontes radioativas, explosivos, produtos químicos e iniciativas referentes ao clima; incapacidade da tecnologia para enfrentar novos desafios na exploração; competitividade de fontes alternativas de energia ou substitutos de produtos; além de outros riscos e incertezas detalhados neste comunicado à imprensa e em nossos Formulários 10-K, 10-Q e 8-K mais recentes apresentados ou entregues à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA ("SEC").

Este comunicado à imprensa também inclui declarações prospectivas relacionadas à transação proposta entre a SLB e a ChampionX, incluindo declarações sobre os benefícios da transação e o prazo previsto da transação. Fatores e riscos que possam impactar os resultados e o desempenho futuros incluem, entre outros, e em cada caso como um resultado possível da transação proposta para a SLB e ChampionX: o resultado final da transação proposta entre a SLB e a ChampionX, incluindo a possibilidade de que os acionistas da ChampionX não adotem o acordo de fusão em relação à transação proposta; o efeito do anúncio da transação proposta; a capacidade de operar os respectivos negócios da SLB e da ChampionX, incluindo interrupções dos negócios; dificuldades em reter e contratar colaboradores chave e funcionários; a capacidade de manter relações comerciais favoráveis com clientes, fornecedores e outros parceiros de negócios; os termos e o prazo da transação proposta; a ocorrência de qualquer evento, mudança ou outra circunstância que possa ocasionar o término da transação proposta; a conduta fiscal prevista e real da transação proposta; a capacidade de satisfazer as condições de fechamento para a conclusão da transação proposta (incluindo a adoção do acordo de fusão com relação à transação proposta pelos acionistas da ChampionX); outros riscos relacionados com a conclusão da transação proposta e ações relacionadas a ela; a capacidade da SLB e da ChampionX de integrar os negócios com sucesso e alcançar as sinergias e a criação de valor previstas segundo a transação proposta; a capacidade de assegurar aprovações regulatórias dos governos segundo os termos esperados, em absoluto ou em tempo hábil; litígio e processos regulatórios, incluindo quaisquer processos que possam ser instituídos contra a SLB e a ChampionX relacionados à transação proposta, bem como os fatores de risco discutidos nos Formulários 10-K, 10-Q e 8-K mais recentes da SLB e da ChampionX apresentados ou entregues à SEC.

Caso um ou mais desses ou outros riscos ou incertezas se materializarem (ou as consequências de tal desenvolvimento mudarem) ou se as suposições subjacentes se revelarem incorretas, os efeitos ou resultados reais poderão variar substancialmente daqueles refletidos em nossas declarações prospectivas. As declarações prospectivas e outras contidas neste comunicado à imprensa sobre nossos planos e metas ambientais, sociais e outros de sustentabilidade não são uma indicação de que estas declarações sejam necessariamente relevantes aos investidores ou que precisem ser divulgadas em nossas apresentações junto à SEC. Além disso, declarações ambientais, sociais e referentes à sustentabilidade, históricas, atuais e prospectivas podem estar baseadas em padrões para medir o progresso que ainda estão em desenvolvimento, em controles e processos internos que continuam evoluindo e em suposições que estão sujeitas a alterações no futuro. As declarações neste comunicado à imprensa são feitas na data deste comunicado, sendo que a SLB se isenta de qualquer intenção ou obrigação de atualizar publicamente ou revisar tais declarações, seja como resultado de novas informações, eventos futuros ou de outro modo.

Informações adicionais sobre a transação com a ChampionX e onde encontrá-las

Em conexão com a transação proposta com a ChampionX, a SLB pretende apresentar uma declaração de registro no formulário S-4 ("formulário S-4") junto à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA ("SEC"), que incluirá uma declaração de procuração da ChampionX e que também constitui um prospecto da SLB com relação às ações da SLB a serem emitidas na transação proposta ("declaração de procuração/prospecto"). Tanto a SLB quanto a ChampionX podem também apresentar outros documentos relevantes à SEC relacionados à transação proposta. Esse documento não substitui o formulário S-4 ou a declaração de procuração/prospecto nem qualquer outro documento que a SLB ou a ChampionX possa apresentar à SEC. A declaração de procuração/prospecto definitivo (se e quando disponível) será enviado por correio aos acionistas da ChampionX. INVESTIDORES E DETENTORES DE TÍTULOS SÃO INCENTIVADOS A LER A DECLARAÇÃO DE REGISTRO, A DECLARAÇÃO DE PROCURAÇÃO/PROSPECTO E QUAISQUER OUTROS DOCUMENTOS RELEVANTES QUE POSSAM SER APRESENTADOS À SEC, BEM COMO EMENDAS OU COMPLEMENTOS A ESSES DOCUMENTOS, CUIDADOSAMENTE E NA ÍNTEGRA, SE E QUANDO ELES SE DISPONIBILIZAREM, POIS ELES CONTÊM OU CONTERÃO INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE A TRANSAÇÃO PROPOSTA. Os investidores e detentores de títulos poderão obter cópias gratuitas do formulário S-4 e da declaração de procuração/prospecto (se e quando disponível) e outros documentos contendo informações importantes sobre a SLB, a ChampionX e a transação proposta, assim que tais documentos forem apresentados à SEC, através do website da SEC em http://www.sec.gov. As cópias dos documentos apresentados ou fornecidos à SEC pela SLB estarão disponíveis gratuitamente no site da SLB em https://investorcenter.slb.com. As cópias dos documentos apresentados ou fornecidos à SEC pela ChampionX estarão disponíveis gratuitamente no site da ChampionX em https://investors.championx.com. As informações incluídas ou acessadas por meio do site da SLB ou da ChampionX não são incorporadas por referência nesta comunicação.

Participação na solicitação

A SLB, a ChampionX e alguns dos seus respectivos diretores e executivos podem ser considerados participantes da solicitação de procurações com relação à transação proposta. As informações sobre os diretores e executivos da SLB, incluindo uma descrição dos seus interesses diretos e indiretos, por participações em títulos ou de outra forma, são apresentadas na declaração de procuração da SLB na sua Assembleia Geral Anual de Acionistas de 2024 ( https://www.sec.gov/ix?doc=/Archives/edgar/data/0000087347/000130817924000033/lslb2024_def14a.htm ), que foi apresentada à SEC em 22 de fevereiro de 2024, inclusive nas seções intituladas "Remuneração dos diretores", "Propriedade de títulos pela gerência e nosso Conselho", "Discussão e análise de remunerações", "Decisões e resultados de remuneração de 2023", "Elementos da remuneração total de 2023", "Prêmios de incentivo de patrimônio a longo prazo", "Tabelas de remuneração de executivos", Concessões de prêmios baseados nos planos em 2023", "Prêmios para participação acionária em mãos de terceiros no final de 2023", "Pagamentos potenciais no término ou alteração de controle" e "Comparação de pagamento x desempenho", e o relatório anual da SLB no Formulário 10-K para o ano fiscal com término em 31 de dezembro de 2023 ( https://www.sec.gov/ix?doc=/Archives/edgar/data/0000087347/000095017024006884/slb-20231231.htm ), que foi apresentado à SEC em 24 de janeiro de 2024, incluindo as seções intituladas "Item 10. Diretores, executivos e governança corporativa", "Item 11. Remuneração de executivos", "Item 12. Propriedade de títulos por certos beneficiários e pela gerência e assuntos para acionistas relacionados" e "Item 13. Certos relacionamentos e transações relacionadas, e independência dos diretores". As informações sobre os diretores e executivos da ChampionX, incluindo uma descrição dos seus interesses diretos e indiretos, por participações em títulos ou de outra forma, são apresentadas na declaração de procuração da ChampionX na sua Assembleia Anual de Acionistas de 2024 (https://www.sec.gov/ix?doc=/Archives/edgar/data/0001723089/000172308924000079/championx-20240401.htm ), que foi apresentada à SEC em 3 de abril de 2024, inclusive nas seções intituladas "Destaques da remuneração de executivos", "Remuneração dos diretores", "Tabela de remuneração de diretores de 2023", "Propriedade de títulos por certos beneficiários e pela gerência", "Discussão e análise de remunerações", "Visão geral das remunerações principais de 2023", "Elementos do nosso programa de remuneração de executivos", "Remuneração de incentivo de patrimônio de longo prazo", "Considerações adicionais sobre governança de remuneração de executivos", "Tabelas de remuneração de executivos", "Pagamentos potenciais no término ou alteração de controle" e "Pagamento x desempenho", e o relatório anual da ChampionX no Formulário 10-K para o ano fiscal com término em 31 de dezembro de 2023 ( https://www.sec.gov/ix?doc=/Archives/edgar/data/1723089/000172308924000011/championx-20231231.htm ), que foi apresentado à SEC em 6 de fevereiro de 2024, incluindo as seções intituladas "Item 10. Diretores, executivos e governança corporativa", "Item 11. Remuneração de executivos", "Item 12. Propriedade de títulos por certos beneficiários e pela gerência e assuntos para acionistas relacionados" e "Item 13. Certos relacionamentos e transações relacionadas, e independência dos diretores". Outras informações sobre os participantes da solicitação de procuração e uma descrição dos seus interesses diretos e indiretos, por participações de títulos ou outra forma, serão apresentadas no formulário S-4 e na declaração de procuração/prospecto e outros materiais relevantes a serem apresentados à SEC com relação à transação proposta, quando tais materiais forem disponibilizados. Os investidores devem ler com cuidado o formulário S-4 e a declaração de procuração/prospecto quando disponíveis antes de realizar qualquer votação ou tomar decisões de investimento. Os investidores podem obter cópias gratuitas desses documentos com a SLB ou com a ChampionX usando as fontes indicadas acima.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

聯絡人

Investidores
James R. McDonald – Vice-presidente sênior de relações com investidores e assuntos da indústria da SLB
Joy V. Domingo – Diretor de relações com investidores da SLB
Tel.: +1 (713) 375-3535
E-mail: investor-relations@slb.com

Mídia Josh Byerly – Vice-presidente de comunicações da SLB
Moira Duff – Diretora de comunicações externas da SLB
Tel.: +1 (713) 375-3407
E-mail: media@slb.com

聯絡人

Investidores
James R. McDonald – Vice-presidente sênior de relações com investidores e assuntos da indústria da SLB
Joy V. Domingo – Diretor de relações com investidores da SLB
Tel.: +1 (713) 375-3535
E-mail: investor-relations@slb.com

Mídia Josh Byerly – Vice-presidente de comunicações da SLB
Moira Duff – Diretora de comunicações externas da SLB
Tel.: +1 (713) 375-3407
E-mail: media@slb.com