Patient Safety Movement Foundation coorganiza a Cúpula Mundial com a European Society of Anaesthesiology

IRVINE, Califórnia--()--A Patient Safety Movement Foundation (Fundação Movimento de Segurança do Paciente) anunciou hoje que a Sociedade Europeia de Anestesiologia (European Society of Anaesthesiology, ESA) vai coorganizar a próxima 6ªAnnual World Patient Safety, Science & Technology Summit (Cúpula Anual Mundial de Segurança do Paciente, Ciência e Tecnologia), que, pela primeira vez, acontecerá em Londres, Reino Unido, de 23 a 25 de fevereiro de 2018.

A World Patient Safety, Science & Technology Summit é uma reunião impactante onde especialistas, defensores de pacientes e líderes da indústria de assistência à saúde se juntam para discutir os desafios, novos programas inovadores e as melhores práticas para prevenir erros hospitalares e agir para melhorar a segurança do paciente. No último ano, mais de 3.500 hospitais de 43 países de todo o mundo se comprometeram com a Patient Safety Movement Foundation para salvar mais de 69.519 vidas.

“Estamos felizes por coorganizar nossa cúpula anual com a Sociedade Europeia de Anestesiologia”, disse Joe Kiani, Fundador da Patient Safety Movement Foundation. “A segurança do paciente é um desafio crítico em todo o mundo que impacta milhões. Trabalhar lado a lado com as sociedades médicas líderes, como a ESA, nos permite levar nossa mensagem e nossas soluções acionáveis de segurança do paciente para salvar mais pessoas ao redor do mundo”.

A Sociedade Europeia de Anestesiologia (European Society of Anaesthesiology, ESA) é a organização europeia líder para anestesia, cuidados críticos, dor e medicina perioperatória. A missão da ESA é buscar os mais elevados padrões de prática e segurança em anestesia, medicina perioperatória, tratamento intensivo, medicina emergencial e tratamento da dor por meio de educação, pesquisa e desenvolvimento profissional em toda a Europa. A Declaração de Helsinki 2010 ESA-EBA sobre segurança do paciente em anestesiologia* foi escrita para responder a danos perioperatórios preveníveis ao paciente em cirurgia. Ela tem sido amplamente reconhecida globalmente como uma estrutura prática para melhorar a segurança perioperatória do paciente e foi assinada por todas as sociedades nacionais de anestesiologia europeias e muitas sociedades internacionais.

“A anestesiologia compartilha a responsabilidade pela qualidade e segurança em anestesia, cuidados intensivos, medicina de emergência e medicina da dor, inclusive todo o processo perioperatório e muitas outras situações dentro e fora do hospital, onde os pacientes são mais vulneráveis”, disse o presidente da ESA, Dr. Zeev Goldik. “A qualidade da assistência aos nossos pacientes só pode ser reforçada e melhorada pelas forças conjuntas da ESA e Patient Safety Movement Foundation”.

A 6ªAnnual World Patient Safety, Science & Technology Summit é organizada com o apoio do Honorável Jeremy Hunt, MP, Secretário de Estado da Saúde do Reino Unido. A Cúpula de 2018 reunirá líderes internacionais de hospitais, empresas de tecnologia médica e de informação, a comunidade de defesa dos pacientes, formadores de políticas públicas e oficiais de governo para discutir soluções para os principais desafios que causam mortes preveníveis de pacientes em hospitais no mundo. A Cúpula apresentará pronunciamentos de abertura de figuras políticas líderes e especialistas em segurança do paciente, sessões plenárias com grandes nomes em assistência à saúde, membros da imprensa e defensores de pacientes, bem como anúncios de organizações que assumiram seus próprios compromissos de alcançar a meta de ZERO mortes evitáveis até 2020 da Patient Safety Movement Foundation.

* Declaração de Helsinki de Segurança do Paciente em Anestesiologia
Mellin-Olsen, Jannicke; Staender, Sven; Whitaker, David K; Smith, Andrew F
European Journal of Anaesthesiology: - Julho 2010 - Volume 27 - Issue 7 - p 592–597
doi: 10.1097/EJA.0b013e32833b1adf
http://journals.lww.com/ejanaesthesiology/Fulltext/2010/07000/The_Helsinki_Declaration_on_Patient_Safety_in.3.aspx

Sobre a Patient Safety Movement Foundation:

Mais de 200 mil pessoas morrem todos os anos em hospitais dos EUA, e três milhões em todo o mundo, de formas que poderiam ser evitadas. A Patient Safety Movement Foundation foi estabelecida a partir do apoio da Masimo Foundation for Ethics, Innovation, and Competition in Healthcare para erradicar o número de mortes evitáveis até 2020 (0X2020). Aprimorar a segurança do paciente exigirá um esforço de colaboração de todas as partes interessadas, o que inclui pacientes, provedores de assistência à saúde, empresas de tecnologia médica, governos, empregadores e pagadores privados. A Patient Safety Movement Foundation trabalha com todas as partes interessadas para abordar os problemas com soluções acionáveis para segurança do paciente. A Fundação também realiza a Cúpula Mundial sobre Segurança do Paciente, Ciência e Tecnologia. A Cúpula reúne algumas das melhores mentes do mundo para a realização de debates instigantes e novas ideias que desafiem o status quo. Ao apresentar soluções específicas e de alto impacto para atender aos desafios de segurança de pacientes, chamadas Soluções Acionáveis para a Segurança do Paciente, incentivando empresas de tecnologia médica a compartilhar os dados sobre a compra de seus produtos e pedir que os hospitais se comprometam em implementar soluções acionáveis para a segurança de pacientes, a Patient Safety Movement Foundation está trabalhando para alcançar a meta de erradicar as mortes evitáveis até 2020. Acesse o site http://patientsafetymovement.org/.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contacts

Patient Safety Movement Foundation
Tanya Lyon, +1 (949) 351-2858
tanya.lyon@patientsafetymovement.org

Contacts

Patient Safety Movement Foundation
Tanya Lyon, +1 (949) 351-2858
tanya.lyon@patientsafetymovement.org