Em 2020 a metade de todos os novos assinantes de telefonia móvel irá residir na China e na Índia, de acordo com um novo estudo realizado pela GSMA

O valor da economia de telefonia móvel na região da Ásia-Pacífico é estimado em US$ 1,3 trilhão, representando 5,2% do PIB

XANGAI--()--A China e a Índia irão representar quase metade de todos os novos assinantes de telefonia móvel previstos para serem adicionados em todo o mundo até o final da década, de acordo com um novo estudo da GSMA. A edição de 2017 do relatório ‘Mobile Economy: Asia Pacific’ da GSMA publicado hoje no Mobile World Congress Shangai, prevê que a Índia irá representar 27% (206 milhões) e a China 21% (155 milhões) dos aproximadamente 753 milhões de novos assinantes de telefonia móvel previstos para serem adicionados em todo o mundo até o final de 2020. A região da Ásia-Pacífico como um todo deverá aumentar de 2,7 bilhões de assinantes móveis únicos1 no final de 2016 para 3,1 bilhões em 2020, representando dois terços do crescimento mundial. O relatório também destaca como a indústria de telefonia móvel da região será um contribuinte crescente para a economia e o desenvolvimento social da Ásia durante esse período - e também desempenhará um papel pioneiro em 5G.

“Liderada pela Índia e pela China, a indústria de telefonia móvel da Ásia será o principal motor do crescimento global de assinantes durante o resto da década, conectando quase meio bilhão de novos clientes em toda a região até 2020", disse Mats Granryd, diretor-geral da GSMA. "Também estamos vendo uma mudança dramática para as redes de banda larga móvel, particularmente 4G, que está proporcionando uma plataforma para uma ampla variedade de novos serviços inovadores nos mercados desenvolvidos e emergentes da região. Enquanto isso, os operadores avançados na Ásia estão prestes a se tornar um dos primeiros no mundo a lançar redes 5G comerciais antes do final da década.”

Ásia liderando a mudança para 5G

O crescimento de assinantes na região Ásia-Pacífico significará que a penetração móvel na região (como um percentual da população) crescerá de 66% em 2016 para 75% em 2020. No entanto, a natureza diversa da região significa que as taxas de penetração de telefonia móvel variam amplamente. A Ásia abriga quatro dos cinco principais mercados mais penetrados do mundo (Hong Kong, Japão, Cingapura e Taiwan), mas também alguns dos menos penetrados, como a Coreia do Norte.

A banda larga móvel (3G e superior) é agora a tecnologia dominante na região, representando mais da metade das conexões pela primeira vez no ano passado. O estudo observa que mercados asiáticos, como China, Japão e Coreia do Sul, também estão impulsionando o desenvolvimento de tecnologias móveis 5G. Está previsto que as conexões de 5G (excluindo IoT) irão alcançar 670 milhões na região Ásia-Pacífico até 2025, representando pouco menos de 60% das conexões globais 5G nesse momento.

Mobilização do crescimento econômico e entrega dos ODS

As tecnologias e serviços móveis contribuíram com US$ 1,3 trilhão em valor econômico para a economia da região Ásia-Pacífico no ano passado, equivalente a 5,2% do Produto Interno Bruto (PIB)2 regional. Prevê-se que esta contribuição aumentará para US$ 1,6 trilhão (5,4% do PIB) em 2020, já que os países se beneficiam de melhorias na produtividade e eficiência decorrentes do utilização de serviços móveis e da adoção de novas tecnologias móveis, como máquina a máquina (M2M).

O ecossistema móvel da Ásia também apoiou aproximadamente 16 milhões de empregos em 2016, direta e indiretamente, e contribuiu substancialmente para o financiamento do setor público. Estima-se que o ecossistema fez uma contribuição fiscal para as finanças públicas dos governos da região em cerca de US$ 166 bilhões no ano passado.

O relatório destaca a grande mudança no comportamento do consumidor em curso na região Ásia-Pacífico, provocado pela crescente adoção de smartphones e internet móvel, melhor acessibilidade e a crescente disponibilidade de conteúdo relevante local. Isso levou a um boom nos serviços de telefonia móvel em áreas como o vídeo, as mídias sociais, comércio eletrônico e os serviços financeiros. A penetração da internet móvel na região Ásia-Pacífico duplicou nos últimos cinco anos, atingindo aproximadamente metade da população regional até o final de 2016.

A indústria de telefonia móvel da Ásia também está desempenhando um papel fundamental na abordagem de vários desafios sociais e econômicos, conforme descrito pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS) 3. O relatório destaca vários estudos de caso em que os serviços móveis ajudam a eliminar a pobreza; melhorar a saúde, a educação, a igualdade de gênero e as oportunidades de emprego; ajudam a entregar cidades mais seguras; e abordam as mudanças climáticas e outras questões.

“"O ecossistema de telefonia móvel na Ásia está evoluindo rapidamente, levando ao surgimento de novos serviços e aplicações que estão transformando a forma como os cidadãos em toda essa região diversa vivem, trabalham, brincam e se comunicam", acrescentou Granryd. "Para aproveitar ao máximo o poder dos telefones móveis para gerar valores econômicos, sociais e culturais mensuráveis, instamos os governos e formuladores de políticas a colaborarem com a indústria móvel para desenvolver ecossistemas digitais robustos e progressivos, apoiados por estruturas reguladoras voltadas para o futuro.”

O novo relatório ‘The Mobile Economy: Asia Pacific 2017’ foi criado pela GSMA Intelligence, o braço de investigação da GSMA. Para acessar o relatório completo e infografia relacionada, acesse: www.gsma.com/mobileeconomy/asiapacific/.

-FIM-

Sobre a GSMA

A GSMA representa os interesses das operadoras móveis em todo o mundo, unindo cerca de 800 operadores com mais de 300 empresas no ecossistema móvel mais amplo, incluindo fabricantes de telefones celulares e dispositivos, empresas de software, fornecedores de equipamentos e empresas de Internet, bem como organizações em setores industriais adjacentes. A GSMA também produz eventos líderes do setor, como o Mobile World Congress, o Mobile World Congress Shanghai, o Mobile World Congress Americas e conferências do Mobile 360 Series.

para obter mais informações, visite o site corporativo da GSMA em www.gsma.com. Siga a GSMA no Twitter: @GSMA.

______________________________

1 Um assinante exclusivo de telefonia móvel representa um indivíduo que pode responder a várias conexões SIM. Havia 4,2 bilhões de conexões SIM na região da Ásia-Pacífico no final de 2016, que deverá chegar a 5,1 bilhões até o final de 2020.

2 As contribuições do PIB incluem contribuição direta do ecossistema (1,6%); contribuição indireta (0,6%); e melhorias de produtividade (3,0%).

3 Os Estados membros das Nações Unidas adotaram um conjunto de 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) em setembro de 2015. Os ODS estabeleceram uma série de metas, incluindo o fim da pobreza, o combate das mudanças climáticas e a luta contra a injustiça e a desigualdade, até 2030. http://www.gsma.com/betterfuture/

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contacts

Contatos de mídia:
Para a GSMA
Chloe Lee/ Yan Zhao
+86 10 8569 9928 / +86 10 8569 9901
CLee4@webershandwick.com / yzhao@webershandwick.com
ou
Ava Lau
+852 2533 9928
alau@webershandwick.com
ou
Clare Fenny
+44 20 7067 0749
CFenny@webershandwick.com
ou
Escritório de imprensa da GSMA
pressoffice@gsma.com

Contacts

Contatos de mídia:
Para a GSMA
Chloe Lee/ Yan Zhao
+86 10 8569 9928 / +86 10 8569 9901
CLee4@webershandwick.com / yzhao@webershandwick.com
ou
Ava Lau
+852 2533 9928
alau@webershandwick.com
ou
Clare Fenny
+44 20 7067 0749
CFenny@webershandwick.com
ou
Escritório de imprensa da GSMA
pressoffice@gsma.com