Novo estudo: Eleitores e mesários de 2016 veem a tecnologia aprimorada como chave para restaurar a confiança no sistema de votação nos EUA

Novos dados mostram que 8 em 10 eleitores – e quase 9 entre 10 mesários – acreditam que as melhorias na tecnologia de votação do país fortalecerão e criarão confiança nas eleições.

WASHINGTON--()--A Smartmatic, principal empresa de eleições do mundo, divulgou hoje uma pesquisa que destaca as preocupações dos eleitores com a situação atual das urnas na América e enfatiza a conexão entre tecnologia superada e falta de confiança nos sistemas de votação nos EUA. Conduzida pela empresa de consultoria de analíticas e percepções globais, a Edelman Intelligence, os achados mostram que após uma eleição presidencial controversa, a maioria dos eleitores americanos de 2016 quer ver investimentos em novos sistemas de votação e tecnologia e acredita que a tecnologia superada aumentará a confiança nas eleições.

Principais achados da pesquisa

1. Oito entre dez eleitores – e quase 90% dos mesários acreditam que melhorias na tecnologia de votação do país fortalecerão e criarão confiança nas eleições.

2. Um em cinco americanos que votaram na disputa presidencial não confia totalmente que os resultados da eleição nacional foram precisamente tabulados; e um em três tem preocupação sobre a precisão da tecnologia de votação usada no seu local de votação.

3. 69% dos eleitores ouvidos e quase 80% dos negros, hispânicos e eleitores com incapacidade disseram que eles apoiariam uma iniciativa ou legislação que promovesse ou custeasse melhorias da tecnologia de votação nos EUA.

4. 35% dos eleitores negros e hispânicos declararam que o processo de votação em seus locais de votação foi demorado e ineficiente, contra 25% dos eleitores gerais.

5. 86% dos eleitores que usaram urnas eletrônicas acreditavam ser o sistema de votação mais seguro.

Eleitores e mesários não têm confiança no sistema de votação dos EUA

A pesquisa representativa nacionalmente com 1000 eleitores e 550 mesários, refletindo todas as afiliações de partido político, demonstrou o grau em que os sistemas de votação desatualizados impactam na confiança dos eleitores nos resultados eleitorais.

“De acordo com nossos achados, um em cinco americanos que votaram na disputa presidencial não confia totalmente que os resultados eleitorais nacionais foram precisamente tabulados”, afirmou Kari Butcher, vice-presidente executivo da Edelman Intelligence. “E um em três tem preocupações com a precisão da tecnologia de votação usada em seu local de votação”.

Após ler as informações de um estudo do Brennan Center for Justice, que revelou que a maioria das urnas existentes nos Estados Unidos estão superadas a um nível perigoso, 36% dos eleitores pesquisados disseram que confiavam menos nos resultados eleitorais nacionais.

Cabe ressaltar que os resultados mostraram que os respondentes estavam confiantes no sistema de votação quando usaram a tecnologia, em comparação com outros métodos, como votação pelo correio ou cédulas de votação em papel. Ainda assim, quase 80% dos eleitores querem aprimoramentos na tecnologia de votação existente, e mais de 80% acham que esses aprimoramentos não somente aumentariam a confiança no sistema, mas melhorariam o processo eleitoral no geral e fortaleceriam a democracia americana.

“Confiança—desde a primeira cédula de votação depositada até o resultado final—é o fundamento da democracia”, afirmou Antonio Mugica, diretor-executivo da Smartmatic. “A eleição presidencial controversa de 2016 depositou dúvidas nos sistemas eleitorais americanos e reduziu a confiança do eleitor no processo eleitoral. Essa pesquisa dá uma mensagem clara: a tecnologia de votação segura aumenta a confiança do eleito e a confiança geral nas eleições. Agora é hora de aprimorar os sistemas de votação para a próxima eleição em 2018”.

Eleitores minoritários se sentem desproporcionalmente afetados pela tecnologia falha

Mais de um terço dos eleitores negros e hispânicos disse que o processo de votação foi demorado e ineficiente, e quase metade dos eleitores hispânicos relataram usar a tecnologia de votação ultrapassada. E impressionantes 92% dos negros pesquisados e quase nove entre dez hispânicos acham que os eleitores merecem tecnologia melhor.

Esses achados compõem os resultados da pesquisa anterior da Smartmatic que constatou que 83% dos eleitores negros e 76% dos eleitores hispânicos concordam que o país precisa investir na modernização do sistema eleitoral como forma de aumentar a participação dos eleitores e, assim, fortalecer a democracia.

Os eleitores merecem e gostariam de ver melhorias no sistema

Sessenta e nove por cento dos eleitores ouvidos e quase 80% dos negros, hispânicos e eleitores com incapacidade disseram que eles apoiariam uma iniciativa ou legislação que promovesse ou custeasse melhorias da tecnologia de votação nos EUA. Não há surpresa que 82% dos mesários concordam.

“Estamos vendo muito claramente que os eleitores e mesários americanos estão invocando mudanças dos sistemas eleitorais ultrapassados, para construir confiança, promover a inclusão e fortalecer a democracia do país”, afirmou Mugica. “Essa pesquisa demonstra uma clara necessidade de fazer melhorias nos sistemas antes do próximo ciclo eleitoral.

Os achados da pesquisa mostraram:

Os eleitores e mesários não confiam totalmente no sistema hoje

  • 56% dos eleitores negros, em comparação com 81% dos eleitores gerais, confiam que os resultados eleitorais nacionais foram precisamente tabulados.
  • 35% dos eleitores gerais estão preocupados com a precisão da tecnologia de votação usada nos seus locais de votação.
  • 36% dos eleitores gerais confiam menos nos resultados eleitorais nacionais após saberem que 43 estados usaram urnas eletrônicas que têm pelo menos dez anos de uso.

As urnas eleitorais são percebidas como o sistema de votação mais seguro

  • A maioria dos eleitores (51%) e mesários (56%) pesquisados acreditam que as urnas são o sistema de votação mais seguro.
  • No geral, os eleitores se sentem mais confiantes no sistema que usam pessoalmente, quando comparado à votação com cédula de papel depositada em urna, votação por máquina ou votação pelo correio.
    • 86% dos eleitores que usaram urnas eletrônicas acreditavam que eram o método de votação mais seguro, em comparação a 60% que votaram com cédula depositada em urna ou usando um cartão perfurado, e 57% dos que usaram votação pelo correio foram os mais confiantes com seus sistemas respectivos.
    • A confiança no sistema de votação usado foi a mais alta entre os que votaram por máquina nos locais de votação.

Eleitores minoritários se sentem desproporcionalmente afetados pela tecnologia ultrapassada ou falha

  • Perto de nove entre dez eleitores negros e hispânicos dizem que o aprimoramento da tecnologia de votação americana aumentaria a confiança no sistema de votação.
  • 35% dos eleitores negros e hispânicos declararam que o processo de votação em seus locais de votação foi demorado e ineficiente, contra 25% dos eleitores gerais.
  • 46% dos eleitores hispânicos disseram que a tecnologia de votação no seu local de votação era ultrapassada, em comparação com 32% dos eleitores gerais.

Os eleitores merecem e gostariam de ver melhorias no sistema

  • 69% dos eleitores e 82% dos mesários apoiariam iniciativas para promover ou custear melhorias da tecnologia de votação nos EUA.
  • 92% dos eleitores negros e quase nove entre dez eleitores hispânicos e com incapacidade querem tecnologia melhor.

Informações adicionais sobre a recente pesquisa conduzida pela Edelman Intelligence, podem ser encontradas aqui.

Sobre a Smartmatic

Fundada nos Estados Unidos no ano 2000, a Smartmatic é a principal fornecedora mundial de tecnologias e soluções eleitorais. A empresa já administrou eleições nos cinco continentes e processou mais de 3,7 bilhões de votos. Ela atende a seus clientes por meio de uma organização composta de 600 funcionários e 12 escritórios ao redor do mundo. Para obter mais informações, visite www.smartmatic.com

Sobre a Edelman Intelligence

Edelman Intelligence é uma firma de pesquisa de mercado global independente e uma divisão de pesquisa integrada, analítica e medição da Edelman.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contacts

Smartmatic
Sra. Samira Saba, +1-561-862-0747
Diretora de Comunicações Integradas
Communications@smartmatic.com

Contacts

Smartmatic
Sra. Samira Saba, +1-561-862-0747
Diretora de Comunicações Integradas
Communications@smartmatic.com