Relatório GPCI 2015 revela as cidades mais poderosas do mundo

Avaliando como o “magnetismo” conduz o sucesso das 40 cidades principais

GPCI worldmap (Graphic: Business Wire)

TÓQUIO--()--O Instituto da Fundação Memorial Mori para estratégias urbanas, um instituto de pesquisa estabelecido pela Mori Building, revelou hoje os resultados do seu relatório do Índice de cidades poderosas globais 2015 (GPCI [Global Power City Index]), que classifica 40 metrópoles globais de acordo com seu “magnetismo”, ou poder de atrair indivíduos e empresas criativos de todo o mundo e mobilizar os seus ativos para o desenvolvimento econômico e social. Como no ano passado, Londres, Nova York, Paris e Tóquio conquistaram os quatro primeiros lugares, nessa ordem, enquanto Los Angeles, São Francisco e Hong Kong apresentaram melhora significativa.

Principais destaques

  • Londres, que tem mantido o primeiro lugar todos os anos desde que recebeu os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2012, foi classificada entre as três primeiras em todas as categorias este ano, exceto em habitabilidade e meio ambiente. Com um enfoque de longo prazo na reconstrução, a cidade continua a buscar projetos de desenvolvimento, incluindo iniciativas pós-olímpicas tais como o estabelecimento do Parque olímpico Rainha Elizabeth e a construção da linha Crossrail.
  • Nova York, lar de muitas das principais universidades do mundo e o maior número de teatros e salas de concerto, é um ambiente inspirador para as pessoas talentosas que se reúnem lá. Nova York garantiu o segundo lugar pelo quarto ano consecutivo, perdendo apenas para Londres.
  • Paris foi a primeira em habitabilidade e acessibilidade, devido em grande parte à sua concentração de locais culturais, históricos e tradicionais dentro do compacto centro da cidade, tornando seus ativos urbanos altamente acessíveis para visitantes e residentes. Paris tem mantido o terceiro lugar desde 2008.
  • Tóquio reforçou sua classificação em interação cultural, o que se reflete no aumento rápido em visitantes estrangeiros e estudantes de intercâmbio na cidade. Tóquio tem mantido o quarto lugar desde 2008.
  • Los Angeles, São Francisco e Boston melhoraram significativamente as suas classificações, em grande parte devido à contínua recuperação econômica da crise financeira de 2008, o que acompanha as melhorias em habitabilidade.
  • O aumento de voos internacionais para passageiros e cargas aumentou a acessibilidade de Cingapura, diminuindo a diferença para Tóquio nessa categoria. Pequim e Xangai caíram no ranking, como nos últimos anos, enquanto Hong Kong melhorou bastante a pontuação em habitabilidade e saltou à frente na classificação geral.
  • Genebra, Frankfurt, Estocolmo, Zurique e Viena conquistaram os cinco primeiros lugares em meio ambiente graças a políticas ambientais altamente avançadas. Em outros lugares, Vancouver conquistou enormes avanços em sua classificação saltando do 23º para o 7º.

Para mais detalhes, consulte www.mori-m-foundation.or.jp/english/ius2/gpci2

“Hoje, mais de 50 por cento da população do mundo vive em cidades. Devido ao afluxo de pessoas, bens, dinheiro e informação, as cidades tornaram-se polos de inovação global e definição de tendências, criando uma nova energia que acelera maior afluxo”, diz o Dr. Hiroo Ichikawa, diretor executivo da Fundação Memorial Mori. “O GPCI é um dos poucos relatórios que avalia as principais cidades avalia de uma perspectiva abrangente, fornecendo aos decisores políticos e desenvolvedores uma visão aguçada para compreender as forças, fraquezas e potencial inexplorado das principais cidades do mundo.”

“O GPCI 2015 fornece informações valiosas não apenas sobre o ranking competitivo das cidades globais, mas também sobre os fatores que têm impacto sobre as mudanças significativas este ano no ranking”, diz Chakrabarti Vishaan, Principal, SHoP Architects; professor da prática, Universidade de Colúmbia. “A mensagem é muito clara: para que as cidades globais compitam pelo capital humano cada vez mais móvel, elas devem melhorar a qualidade de vida que oferecem aos residentes e empresas em termos de grande design, infraestrutura eficiente, um ambiente mais limpo e diversificada exuberância cultural.”

O Instituto tem publicado o relatório GPCI anualmente, desde 2008. O GPCI usa 70 indicadores distribuídos entre as seis funções de economia, PeD, interação cultural, habitabilidade, meio ambiente e acessibilidade, análise dos pontos fortes e fracos das cidades globais em meio à intensificação da concorrência. Os rankings refletem também os pontos de vista globais dos administradores, pesquisadores, artistas, visitantes e residentes. O GPCI, altamente considerado por organizações no mundo inteiro, é usado para o desenvolvimento urbano e branding pelos formuladores de políticas em todo o mundo.
Para comentários de terceiros: www.mori-m-foundation.or.jp/english/ius2/gpci2/index.shtml#comments

Sobre o Instituto de Estratégias Urbana, A Fundação Memorial Mori

O instituto realiza pesquisas comparativas multidimensionais para ajudar a governos e empresas a identificar as principais estratégias que melhorem a competitividade das suas cidades como ambientes urbanos atraentes e acolhedores. Por sua vez, as iniciativas do Instituto contribuem para diálogos políticos internacionais, incluindo seu Índice de cidades poderosas globais (GPCI), que é altamente considerado como um os principais índices para as cidades globais. A Fundação Memorial Mori foi criada em 1981 com uma doação da Mori Building, uma desenvolvedora líder de paisagismo urbano que criou conceitos inovadores para a vida urbana no Japão e no resto da Ásia.
Visite o site: www.mori-m-foundation.or.jp/english/aboutus2/index.shtml#about_strategies ou www.mori.co.jp/en

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contacts

Consultas de meios de comunicação
Weber Shandwick
Rutsuko Nakajima, +81-90-9006-2769
Masashi Nonaka, +81-80-1037-7879
moribldg@webershandwick.com

Contacts

Consultas de meios de comunicação
Weber Shandwick
Rutsuko Nakajima, +81-90-9006-2769
Masashi Nonaka, +81-80-1037-7879
moribldg@webershandwick.com