Milhões de pessoas no mundo inteiro se unem em preces pelo fim da pandemia do coronavírus, em resposta ao apelo do HCHF

His Holiness Pope Francis, Head of the Catholic Church (Photo: AETOSWire)

ABU DHABI, Emirados Árabes Unidos--()--O mundo testemunhou na quinta-feira, 14 de maio, aquela que foi descrita como uma cena histórica sem precedentes, quando milhões de pessoas ao redor do planeta se uniram em orações para suplicar a Deus pelo fim da pandemia da COVID-19 e ajudar cientistas e pesquisadores a encontrarem uma vacina contra a doença o mais rápido possível.

O gesto foi uma resposta ao apelo humanitário do Comitê Superior da Fraternidade Humana (HCHF), que recebeu as bênçãos e o apoio de Sua Eminência, o Dr. Ahmed El-Tayeb, o Grande Imã de Al Azhar, e Sua Santidade, o Papa Francisco, líder da Igreja Católica, além de receber a aprovação de vários reis, presidentes, líderes e importantes autoridades políticas, religiosas e da imprensa do mundo todo.

O chamado do HCHF por orações pela humanidade, que foi anunciado em uma declaração publicada em 14 idiomas, ganhou força nas redes sociais, que registraram interações em mídia digital, engajamento e alcance potencial de 36 bilhões entre 2 e 15 de maio, segundo relatório de análises da Talkwalker. O site oficial da iniciativa (pray.forhumanfraternity.org) e contas das redes sociais transmitiram ao vivo as orações pelo mundo durante 24 horas.

A hashtag #OrePelaHumanidade (#PrayForHumanity) foi uma das mais populares em países como França, Alemanha, Índia, Arábia Saudita, EAU, Espanha, Egito e Itália, prova do grande sucesso da iniciativa, que atraiu também a atenção da imprensa internacional.

O HCHF estendeu seus agradecimentos a todos os líderes, religiosos, políticos e instituições conhecidas, além das pessoas que participaram desse dia mundial de preces.

O juiz Mohamed Abdel Salam, secretário-geral do HCHF, exaltou o sucesso inesperado do evento, salientando a contribuição da iniciativa para uma legítima unidade mundial.

Ele declarou: “As vozes de súplica a Deus, que se deram em um cenário humanitário único em todos os continentes de nosso planeta pelo fim dessa pandemia, são um motivo de otimismo e nos dão a confiança de que nossa união ajudará o mundo a superar a crise atual".

O monsenhor Yoannis Lahzi Gaid, secretário-pessoal de Sua Santidade, o Papa Francisco, declarou que a participação de religiões e crenças distintas nessa iniciativa, além da resposta internacional, facilita a continuação do trabalho em prol da humanidade, sobretudo diante da pandemia atual. Ele declarou: “Continuaremos com nossas súplicas a Deus e trabalhando ao lado de nossos irmãos de diferentes religiões e crenças para transformar o sofrimento em oportunidades de mais solidariedade e fraternidade.

O HCHF é um comitê independente internacional, formado por um grupo de especialistas e líderes em comunicação intercultural e diálogo inter-religioso. Ele deseja atingir os objetivos nobres de fraternidade humana assinados por Sua Eminência Dr. Ahmed At-Tayyeb, o grande Imã de Al Azhar, Sua Santidade, o Papa Francisco, líder da Igreja Católica, em Abu Dhabi, em fevereiro de 2019, com o apoio de Sua Alteza, xeque Mohammed bin Zayed Al Nahyan, Príncipe Herdeiro de Abu Dhabi, patrono do Documento da Fraternidade Humana.

*Fonte: AETOSWire

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contacts

Abeer Mahmoud
abeer@pyramedia.biz

Contacts

Abeer Mahmoud
abeer@pyramedia.biz