Presidente Clinton discursa para líderes em assistência à saúde na Cúpula Mundial para a Segurança do Paciente, Ciência e Tecnologia

Prêmios humanitários oferecidos ao Secretário da Saúde do Reino Unido e ao vice-presidente do Parrish Medical Center por esforços recentes para aumentar a segurança do paciente

President Bill Clinton sat down for a question and answer session with Joe Kiani on Day Two of the 6th Annual World Patient Safety, Science & Technology Summit, Co-Convened by European Society of Anaesthesiology. (Photo: Business Wire)

LONDRES--()--Como o Presidente dos EUA Clinton mudaria a assistência à saúde se fosse presidente dos Estados Unidos hoje? Essa foi uma das diversas perguntas respondidas quando o 42º Presidente dos Estados Unidos se reuniu com líderes em assistência à saúde na 6ª Cúpula Mundial para a Segurança do Paciente, Ciência e Tecnologia anual, co-organizada pela Sociedade Europeia de Anestesiologia (European Society of Anesthesiology, ESA). O cativante discurso inaugural do Presidente Clinton e um prêmio humanitário especial oferecido ao Secretário da Saúde do Reino Unido, Jeremy Hunt, e ao vice-presidente de Enfermagem do Parrish Medical Center, Edwin Loftin, estiveram entre os destaques no segundo dia da Cúpula Mundial para a Segurança do Paciente, Ciência e Tecnologia.

Especialistas médicos, diretores executivos e representantes de pacientes se reuniram para discutir os desafios mais recentes em segurança do paciente. Os painéis apresentados discutiram a redução do número crescente de partos por cesariana desnecessários, a eliminação da mortalidade infantil e como o futuro da tecnologia de assistência à saúde certamente significa interoperabilidade dos dispositivos médicos e de sistemas de informação para prevenir erros médicos.

PRESIDENTE CLINTON FAZ DISCURSO INAUGURAL

Ovacionado de pé, o Presidente Clinton pediu aos participantes para se concentrarem no conjunto de seu esforços coletivos para erradicar mortes evitáveis em hospitais, o que poderia oferecer um futuro melhor para muitas gerações.

"Vivi o suficiente para saber que em cada esforço não existem vitórias ou derrotas permanentes. O que existe é a dádiva permanente de escolha e de vida", começou o Presidente Clinton.

Ele incentivou todas as pessoas em todos os aspectos do campo da assistência à saúde, de diretores executivos a especialistas médicos e representantes de pacientes, a se concentrarem nos resultados de seus esforços, ao declarar que "Tudo o que fazemos alcança maior significado quando oferecemos a simples dádiva de mais um dia para outras pessoas".

Desenvolvendo a mensagem do diretor geral da Organização Mundial da Saúde, Dr. Tedros, o Presidente Clinton incentivou os participantes a continuarem o importante trabalho de erradicar os danos evitáveis e começarem a se concentrar em ajudar o movimento a alcançar o mundo em desenvolvimento. Antes de terminar o discurso, o Presidente se sentou no palco para uma sessão de perguntas e respostas com o Fundador da Fundação Movimento para Segurança do Paciente (Patient Safety Movement Foundation, PSMF), Joe Kiani. O Presidente discutiu o estado do setor de assistência à saúde nos Estados Unidos, as seguradoras e inclusive o que ele faria se fosse presidente agora.

"Acredito que o orçamento de assistência à saúde devia ser organizado em torno dos maiores problemas e das maiores oportunidades", explicou o Presidente Clinton. "Alcançamos algum progresso nisso, mas se analisarmos outros orçamentos de assistência à saúde, como Medicare, Medicaid e VA, eles estão amplamente organizados para atender à população das ruas. Na superfície, isso é bom. Mas se você perceber que está perdendo as oportunidades maiores, por exemplo, em mortes prematuras nos hospitais, então acho que deveríamos fazer isso".

A ANESTESIOLOGIA LIDERA O CAMINHO

Stefan de Hert, presidente da ESA e co-organizador da cúpula, abriu o segundo dia com uma análise da segurança perioperatória. O campo da anestesiologia tem observado aumentos radicais na segurança do paciente. Ao longo dos últimos 25 anos, as mortes associadas à anestesiologia foram reduzidas de 1 em 5.000 para 1 em 300.000! O Prof. De Hert enfatizou a segurança no campo e o papel fundamental dos anestesiologistas em assistência perioperatória.

Para alcançar as mais altas normas de segurança, o Prof. De Hert enfatizou a importância da assistência personalizada e a necessidade de recursos humanos e financeiros adequados ao fornecimento de ferramentas práticas. O Prof. De Hert usou a Declaração de Helsinque sobre a Segurança do Paciente em Anestesiologia (Helsinki Declaration on Patient Safety in Anaesthesiology) da ESA/Conselho Europeu de Anestesiologia (European Board of Anesthesiology, EBA) como a visão europeia compartilhada sobre o que é necessário para melhorar a segurança do paciente e as etapas práticas recomendadas que todos os anestesiologistas podem incluir em sua profissão.

O HONORÁVEL JEREMY HUNT E EDWIN LOFTIN PREMIADOS COM O PRÊMIO HUMANITÁRIO DE SEGURANÇA DO PACIENTE

O segundo dia terminou com a entrega dos prêmios humanitários anuais oferecidos àqueles que mais fizeram recentemente na área da segurança do paciente. Neste ano, os prêmios homenagearam a memória de Beau Biden e Steven Moreau pelo impacto alcançado e pela devoção ao serviço público.

Como procurador geral de Delaware e membro do Exército da Guarda Nacional, Beau Biden dedicou sua vida ao serviço público. Como procurador geral, Beau dedicou-se à segurança das pessoas, especialmente crianças. Em sua honra, o primeiro prêmio humanitário Beau Biden foi oferecido ao muito honorável Jeremy Hunt. O Secretário Hunt comprovou que a segurança do paciente está no centro do seu trabalho. Ele criou leis de segurança do paciente que estão conduzindo o mundo para erradicar as mortes evitáveis em hospitais do Serviço Nacional de Saúde (National Health Service, NHS) britânico, e deu um exemplo ao mundo.

"Desde 2013, o Secretário Jeremy Hunt vem trabalhando incansavelmente para melhorar a segurança do paciente e desenvolver uma cultura de abertura e transparência no NHS. Sob a liderança do Secretário Hunt - o NHS na Inglaterra se tornou o primeiro sistema de assistência à saúde a relatar e publicar o número de mortes evitáveis por hospital, trimestralmente - publicando depois as principais lições e melhorias alcançadas para erradicar as mortes evitáveis anualmente. Seu trabalho na implementação de investigações independentes de erros médicos, inclui elementos do programa CANDOR, conforme desenvolvido pela Agência de Pesquisa e Qualidade em assistência à saúde (Agency for Healthcare Research & Quality, AHRQ), que comprovadamente reduzem em aproximadamente 65% os eventos graves de segurança do paciente", disse Joe Kiani, fundador e presidente do Conselho da PSMF.

Kiani continuou, "Em 2017, o Secretário Hunt defendeu um projeto de lei que pela primeira vez estabeleceu um organismo de pesquisa completamente independente que procura encontrar respostas no caso de um erro médico, em vez de apenas culpar as pessoas. Sua paixão pelos pacientes e suas famílias não parou na fronteira do Reino Unido. O Secretário Hunt criou a Cúpula Ministerial Global de Segurança do Paciente (Global Ministerial Summit of Patient Safety), para a qual convidou todos os colegas, de todo o mundo, para aprender e agir no sentido de corrigir os problemas de segurança do paciente que estão causando mais de 3.000.000 de mortes evitáveis por ano, mundialmente. A terceira Cúpula Ministerial Global de Segurança do Paciente será realizada em Tóquio, em meados de abril. No primeiro dia da Cúpula de 2018, o Secretário Hunt anunciou novas e revolucionárias medidas no NHS para melhorar a segurança do paciente, que devem salvar 22.000 vidas anualmente no Reino Unido."

O segundo prêmio humanitário foi oferecido em nome de Steven Moreau, falecido diretor executivo do St. Joseph's Hospital em Orange e Membro do Conselho da PSMF. Steve dedicou-se a ajudar outras pessoas através do trabalho ou voluntariando seu tempo. Ele foi responsável por liderar o desenvolvimento dos renomados centros de excelência na área de câncer, cardiovascular e ortopedia, bem como um defensor incansável da erradicação de danos evitáveis em hospitais. O primeiro prêmio humanitário Steven Moreau foi oferecido a Edwin Loftin, vice-presidente de Enfermagem do Parrish Medical Center, Flórida, EUA.

"Edwin se envolveu pela primeira vez no Movimento para Segurança do Paciente em 2016, e quando isso aconteceu, ele e o Parrish Medical Center se juntaram com grande entusiasmo. Naquele momento, o Parrish assumiu tantos compromissos para implementar processos que comprovadamente reduziam o erro médico que o nosso pessoal achava que tinha sido um erro. Porém, ao falar com Edwin, a resposta dele foi "por que não haveríamos de assumir todos estes compromissos?".

Conhecido por promover assistência centrada na pessoa e na família em hospitais, Edwin liderou os esforços do Parrish Medical Center para se tornar o primeiro no país a implementar todas as soluções acionáveis para a segurança do paciente (Actionable Patient Safety Solutions, APSS) Neste ano, o Parrish Medical Center se tornou o primeiro hospital do mundo a receber a classificação de cinco estrelas da PSMF, devido ao seu compromisso com a segurança do paciente através da implementação de todos os processos da PSMF que comprovadamente evitam que os erros médicos se tornem fatais. Para obter informações adicionais, acesse www.patientsafetymovement.org.

Sobre a Patient Safety Movement Foundation:

Mais de 200.000 pacientes dos EUA e três milhões em todo o mundo morrem todos os anos de causas evitáveis. A Fundação Movimento para Segurança do Paciente (Patient Safety Movement Foundation, PSMF) foi constituída com o apoio da Masimo Foundation for Ethics, Innovation, and Competition in Healthcare (Fundação Masimo para Ética, Inovação e Competição na Assistência à Saúde) para erradicar as mortes evitáveis até 2020 (0X2020). Melhorar a segurança do paciente exige um esforço de colaboração de todas as partes interessadas, o que inclui pacientes, prestadores de cuidados de saúde, empresas de tecnologia médica, governos, empregadores e pagadores privados. A PSMF trabalha com todas as partes interessadas para abordar problemas com soluções práticas. A Fundação também convoca a World Patient Safety, Science and Technology Summit (Cúpula Mundial para a Segurança do Paciente, Ciência e Tecnologia) reunindo algumas das melhores mentes do mundo, para participar de discussões intelectualmente instigantes e novas ideias que desafiem o status quo. Ao apresentar soluções específicas e de alto impacto para atender aos desafios de segurança do paciente, chamadas Soluções acionáveis para a segurança do paciente, incentivando empresas de tecnologia médica a compartilhar os dados sobre a compra de seus produtos e pedir que os hospitais se comprometam a implementar soluções acionáveis para a segurança do paciente, a Patient Safety Movement Foundation está trabalhando para alcançar a meta de erradicar as mortes evitáveis até 2020. Acesse o site http://patientsafetymovement.org/

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contacts

Patient Safety Movement Foundation (Fundação Movimento para Segurança do Paciente)
Tanya Lyon, (949) 351-2858
tanya.lyon@patientsafetymovement.org

Contacts

Patient Safety Movement Foundation (Fundação Movimento para Segurança do Paciente)
Tanya Lyon, (949) 351-2858
tanya.lyon@patientsafetymovement.org