UK e GSMA lançam parceria no Mobile for Humanitarian Innovation

Os setores público e privado colaboram para acelerar o fornecimento e o impacto da assistência humanitária digital

BARCELONA, Espanha--()--A GSMA e o Departamento de Desenvolvimento Internacional (DFID) do Reino Unido anunciaram hoje o lançamento do “Mobile for Humanitarian Innovation” (M4H), um programa destinado a acelerar a entrega e o impacto da assistência humanitária digital. Através do M4H, os setores público e privado vão alavancar as novas tecnologias para criar soluções duradouras que aprimorem o acesso e o uso de serviços habilitados para dispositivos móveis, melhorando a preparação, resposta e recuperação diante de emergências.

“A tecnologia e a inovação têm um papel muito importante na melhoria da vida de milhões de pessoas no mundo em desenvolvimento”, disse Penny Mordaunt, secretária de Desenvolvimento Internacional do DFID. “Eu quero aproveitar o espírito empreendedor do Reino Unido e utilizar as novas tecnologias para oferecer soluções inteligentes no mundo todo, desde cuidados de saúde até desastres naturais. É preciso exaltar a parceria entre DFID e GSMA e nosso impulso conjunto para usar a tecnologia móvel com o objetivo de impulsionar nossos esforços humanitários globais.”

“A GSMA tem o prazer de ampliar sua parceria com o DFID para acelerar a entrega e o impacto da assistência humanitária digital sustentável”, disse Mats Granryd, diretor-geral da GSMA. “A escala e o alcance das redes móveis faz delas um lugar único para ajudar a enfrentar os desafios enfrentados pelos respondentes humanitários e populações afetadas. Juntamente com o DFID, construiremos pontes entre a indústria móvel, outros parceiros do setor privado e a comunidade humanitária para catalisar a inovação e demonstrar o impacto da assistência humanitária digital.”

De acordo com as Nações Unidas, em 2018, mais de 135 milhões de pessoas vão precisar de assistência e proteção humanitária. A escala de resposta exigida nessas situações está aumentando a pressão sobre o setor humanitário para encontrar novas abordagens e parcerias para enfrentar esses desafios. No entanto, existe um otimismo de que as soluções digitais e a onipresença e o crescimento contínuo da tecnologia móvel vão permitir uma ajuda mais eficiente, eficaz e digna. Isso é sublinhado pelo fato de que, até 2025, haverá 9 bilhões de conexões móveis a nível mundial, com 75% das conexões a partir dos smartphones.

O acesso à conectividade móvel pode ter um impacto transformador na forma como a assistência humanitária é fornecida e pode ajudar a capacitar as populações afetadas pela crise através do acesso a informações, serviços e conexão com as famílias. O novo programa M4H vai unir as operadoras de telefonia móvel, os setores público e privado e a comunidade humanitária para avançar o desenvolvimento de um futuro humanitário digital.

O programa vai ajudar a promover soluções inovadoras e estabelecer alianças em áreas como identidade digital, dinheiro móvel, energia habilitada para dispositivos móveis, resiliência climática e segurança alimentar. Também vai fornecer financiamento de inovação para parcerias que demonstrem o impacto das soluções digitais nos contextos humanitários. O programa é gerenciado pela Divisão de Pesquisa e Evidência do DFID e implementado pela GSMA Mobile for Development Foundation.

Granryd concluiu: “Dedicamos os últimos anos a pesquisar e trabalhar para destacar e demonstrar as oportunidades e o impacto das soluções móveis nos contextos humanitários, inclusive através da nossa Carta de Conectividade Humanitária. As pessoas afetadas pelas crises humanitárias estão entre as mais vulneráveis do mundo. A conectividade móvel pode ser uma linha de segurança. Juntos, DFID e GSMA vão ampliar esse trabalho e realizar pesquisas colaborativas, facilitar parcerias e apoiar inovações que atendam às necessidades das pessoas afetadas pela crise. Através do M4H, os setores privado e público estão dando dignidade e capacitação a essas pessoas e ajudando-as a superar obstáculos para ter acesso à tecnologia devido ao deslocamento, à pobreza e à crise humanitária”.

Para mais informações sobre o M4H, acesse: www.gsma.com/m4h

-FIM-

Sobre a GSMA

A GSMA representa os interesses das operadoras móveis em todo o mundo, unindo cerca de 800 operadores com mais de 300 empresas no ecossistema móvel mais amplo, incluindo fabricantes de celulares e dispositivos, empresas de software, fornecedores de equipamentos e empresas de Internet, bem como organizações em setores industriais adjacentes. A GSMA também produz eventos líderes do setor, como o Mobile World Congress, o Mobile World Congress de Xangai, o Mobile World Congress das Américas e conferências do Mobile 360 Series.

Para mais informações, acesse o site corporativo da GSMA em www.gsma.com. Siga a GSMA no Twitter: @GSMA.

Sobre o Departamento de Desenvolvimento Internacional (DFID)

Dirigimos o trabalho do governo britânico para acabar com a pobreza extrema. Saiba mais em www.gov.uk/dfid

Entre em contato com nossa assessoria de imprensa: +44 20 7023 0600

Receba os nossos últimos comunicados de imprensa, fotos de uso gratuito, vídeos incorporáveis e estudos de caso on-line. Para saber as últimas novidades, siga-nos no Twitter: @DFID_Press

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contacts

Para a GSMA
Beau Bass
+44 79 7662 4962
beau.bass@webershandwick.com
ou
Pau Guerrero / Gloria Almirall
+34 93 236 09 00
PGuerrero@webershandwick.com
ou
Assessoria de Comunicação da GSMA
pressoffice@gsma.com

Contacts

Para a GSMA
Beau Bass
+44 79 7662 4962
beau.bass@webershandwick.com
ou
Pau Guerrero / Gloria Almirall
+34 93 236 09 00
PGuerrero@webershandwick.com
ou
Assessoria de Comunicação da GSMA
pressoffice@gsma.com