AECOM define o próximo capítulo de infraestrutura no lançamento de seu relatório global inaugural:O futuro da infraestrutura

A pesquisa global combina dados e opiniões de mais de 500 tomadores de decisão da indústria para identificar desafios de infraestrutura atuais e oportunidades futuras

  • A infraestrutura continuará a desempenhar um importante papel econômico, mas não é suficientemente valorizada fora da indústria: 82 por cento dos entrevistados globais considera que o investimento adequado em projetos de infraestrutura é crucial para a prosperidade nacional.
  • Os profissionais da indústria são altamente envolvidos, mas também se sentem frustrados: 67% dos entrevistados sente que a indústria não está evoluindo rápido o suficiente para atender às necessidades de mudanças da sociedade.
  • A escassez de financiamento da infraestrutura está dificultando o progresso: 39 por cento comenta a falta de financiamento público como uma das principais razões pelas quais a infraestrutura civil não está acompanhando as necessidades da sociedade.

LOS ANGELES--()--AECOM (NYSE:ACM), uma empresa de infraestrutura global totalmente integrada, lançou hoje o relatório inaugural de pesquisa global, O futuro da infraestrutura, que aproveita os dados e opiniões da pesquisa de mais de 500 tomadores de decisão da indústria que trabalham em grandes organizações em toda a América do Norte, Europa e nas regiões da Ásia-Pacífico. Cada oito de 10 entrevistados concordam que este é um momento crucial para a indústria, o relatório examina os problemas, as prioridades e o potencial na entrega de grandes projetos de infraestrutura em todo o mundo.O futuro da infraestrutura pode ser acessado em: infrastructure.aecom.com.

"As redes e sistemas de infraestrutura no mundo todo encontram-se sob uma tensão considerável. Entre a urbanização, as mudanças climáticas e o ritmo vertiginoso dos avanços tecnológicos, reduzir apenas a lacuna existente não é mais um objetivo que satisfaça. O que é preciso fazer é dar um enorme salto para avançar", disse Michael S. Burke, presidente e CEO da AECOM. "Nosso relatório deixa claro que, concentrando as mentes mais inteligentes, treinando e implantando funcionários mais qualificados e alavancando novas ferramentas digitais nos permitiria juntar-nos para proporcionar um futuro melhor através da infraestrutura. O potencial oferecido pela infraestrutura de alta qualidade é transformador, e fazer o correto é coisa de todos".

À medida que os governos de todo o mundo enfrentam uma época de complexidade e transformação sem precedentes, o relatório O futuro da infraestruturamostra o complicado que é o desenvolvimento da infraestrutura, devido à rápida urbanização, mudança demográfica e amadurecimento da nossa era digital. Especificamente, o relatório analisa a lacuna de financiamento e investimento, a crescente demanda de infraestrutura resiliente, as necessidades de força de trabalho que envolve e como o setor deve inovar rapidamente.

As conclusões obtidas incluem:

  • Mudanças na legislação e modelos de financiamento inovadores são necessários para remover obstáculos e permitir que o setor público atinja melhor o financiamento do setor privado. 90 por cento dos entrevistados acredita que os modelos de financiamento inovadores são eficazes para superar a lacuna de financiamento.
  • A prova futura e a proteção para prevenir de ataques cibernéticos e físicos são essenciais para todas as redes e sistemas existentes. 71 por cento dos entrevistados acredita que, em um futuro próximo, é provável um grande ciberataque ou uma interrupção do transporte em toda a cidade.
  • Ao entrar na quarta revolução industrial, o mundo da infraestrutura precisa repensar o projeto e a entrega do projeto. A experiência conectada é a chave para uma abordagem perfeita. 71 por cento acredita que muitas das abordagens tradicionais, provadas e testadas para o gerenciamento de projetos não se encaixam nas demandas de grandes programas complexos de hoje.

"Sabemos que uma infraestrutura protegida, segura e resiliente é fundamental para o crescimento econômico e o progresso social", acrescentou o Sr. Burke. “O setor deve adotar a inovação e desenvolver novas maneiras de financiar e fornecer projetos de forma mais rápida, inteligente e aperfeiçoada".

O futuro da infraestrutura foi compilado de duas maneiras. Primeiro, a AECOM realizou uma pesquisa online de 509 profissionais da infraestrutura civil de três regiões: Ásia-Pacífico, Europa e América do Norte. Os entrevistados trabalham em diversos setores relacionados com a infraestrutura civil e todos colaboram em projetos que excedem os US $ 100 milhões, com quase a metade (43 por cento) trabalhando em projetos que excedem os US $ 500 milhões. A AECOM não foi identificada como o patrocinador da pesquisa. Em segundo lugar, a AECOM realizou entrevistas qualitativas com uma série de executivos seniores no setor de infraestrutura civil, onde a AECOM identificou como patrocinador da pesquisa. Os participantes não foram compensados por seu tempo ou respostas.

Sobre a AECOM

A AECOM (NYSE: ACM) é projetada para proporcionar um mundo melhor. Nós projetamos, construímos, financiamos e operamos ativos de infraestrutura para governos, empresas e organizações em mais de 150 países. Como uma empresa totalmente integrada, conectamos conhecimento e experiência em toda a nossa rede global de especialistas para ajudar os clientes a resolver seus desafios mais complexos. Desde edifícios e infraestruturas de alto desempenho, a comunidades e ambientes resilientes, até países estáveis e seguros, nosso trabalho é transformador, diferenciado e vital. Sendo uma empresa da Fortune 500 a AECOM obteve uma receita de aproximadamente US $ 18,2 bilhões durante o ano fiscal de 2017. Veja como fornecemos o que os outros não podem imaginar em aecom.com e @AECOM.

Declarações prospectivas: todas as declarações contidas neste comunicado de imprensa, além das declarações de fato histórico, são "declarações prospectivas" para fins de leis de valores mobiliários federais e estaduais, incluindo declarações no relatório "Futuro da Infraestrutura" sobre inovação, investimento em infraestrutura e financiamento público bem como outros resultados no relatório. Os resultados reais podem diferir materialmente daqueles projetados ou assumidos em qualquer uma das nossas declarações prospectivas. Fatores importantes que podem fazer com que os resultados reais diferem materialmente de nossas declarações prospectivas são estabelecidos em nosso relatório anual no Formulário 10-K para o ano fiscal encerrado em 30 de setembro de 2017 e nossos outros relatórios arquivados na Comissão de Valores Mobiliários (SEC) dos EUA. A AECOM não pretende, e não compromete nenhuma obrigação, a atualizar quaisquer declarações prospectivas.

NR 18-0104

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contacts

Investidores:
Will Gabrielski
Vice-presidente, Relações com Investidores
213-593-8208
William.Gabrielski@aecom.com
ou
Mídia:
Brendan Ranson-Walsh
Vice-presidente, Comunicações Externas Globais
213-996-2367
Brendan.Ranson-Walsh@aecom.com

Contacts

Investidores:
Will Gabrielski
Vice-presidente, Relações com Investidores
213-593-8208
William.Gabrielski@aecom.com
ou
Mídia:
Brendan Ranson-Walsh
Vice-presidente, Comunicações Externas Globais
213-996-2367
Brendan.Ranson-Walsh@aecom.com