ECOSSISTEMA MÓVEL CONTRIBUI COM US$ 40 BILHÕES PARA A ECONOMIA DO MÉXICO, APONTA NOVO ESTUDO DA GSMA

A Mobilidade Impulsionando a Onda de Inovação e Investimento Digital no México, e Direcionando o Crescimento Econômico e a Produtividade

(Photo: Business Wire)

CANCÚN, México--()--A indústria móvel no México gerou US$ 40 bilhões em valor agregado no ano passado, respondendo por quase 3,5 por cento do PIB do país, de acordo com novo relatório da GSMA. Denominado "Visão Geral de País: México - A Mobilidade Direcionando o Crescimento, a Inovação e a Oportunidade”, o estudo, de autoria da GSMA Intelligence, foi divulgado hoje, durante o Congresso Latinoamericano de Telecomunicações 2016 (CLT16), que se realiza entre os dias 20 e 23 de junho, em Cancún, México.

O estudo constata que as recentes reformas ocorridas no mercado mexicano serviram para aumentar o acesso à mobilidade, a competição e o investimento. Isso resultou em aumento dos níveis de penetração de assinantes e acelerou a absorção de serviços móveis avançados e smartphones.

A GSMA Intelligence prevê que a contribuição total do setor móvel para a economia do México vai aumentar de US$ 40 bilhões em 2015 (3,5 por cento do PIB) para US$ 52 bilhões em 2020, representando 3,8 por cento do PIB projetado para essa data. Esse impacto sobre o PIB inclui as contribuições diretas e indiretas, e os ganhos de produtividade possibilitados pela tecnologia e serviços móveis. A indústria móvel do México respondeu por aproximadamente 335 mil empregos no ano passado, sendo 170.000 empregos diretos no ecossistema móvel e aproximadamente 165.000 indiretos em outros setores econômicos.

"O ecossistema móvel do México se expandiu rapidamente nos últimos anos, ajudando a criar um ambiente de investimento e inovação,", disse Sebastian Cabello, diretor regional da GSMA para a América Latina. "A mobilidade impulsiona melhorias significativas na produtividade e eficiência de trabalhadores e empresas, proporcionando acesso mais rápido e fácil às informações, economizando tempo e dinheiro, além de facilitar a crescente digitalização dos negócios em muitos setores da economia mexicana."

O Rápido Crescimento da Base de Assinantes e a dinâmica do 4G até 2020

O México é o segundo maior mercado móvel na América Latina, depois do Brasil. Havia 88 milhões de assinantes móveis únicos1 no México no final de 2015, representando 69 por cento da população. No mesmo período, havia 104 milhões de conexões móveis totais ² no México – e os smartphones já representavam metade das conexões. Em relação aos smartphones, a previsão é de que respondam por 70 por cento do total de 129 milhões conexões esperadas para 2020.

As operadoras móveis do México têm previsão de investir US$ 11 bilhões entre 2016 e 2020, principalmente na construção de cobertura de rede 4G. Estima-se que a cobertura 4G nacional (como uma percentagem da população) subirá de 52 por cento em 2015 para 85 por cento até 2020.

A Mobilidade conduzindo os segmentos de startups e M2M no México

O México é considerado um dos cenários de startups mais dinâmicos da América Latina, atraindo um elevado percentual de capital de risco na comparação com seus pares regionais. O relatório destaca que, nos últimos dois anos, o México recebeu mais de US$ 1,7 bilhão em fundos de capital de risco (do inglês Venture Capital - VC), o segundo maior investimento na América Latina (atrás de Brasil) e que representa cerca de um terço de todo o financiamento de capital de risco na região. A mobilidade é considerada tecnologia-chave para ajudar o México realizar seu potencial de inovação, apoiando o desenvolvimento de empreendedores e startups. Quase 70 por cento do investimento de VC no México nos últimos dois anos é relacionado a negócios nos setores de mobilidade e internet.

As operadoras móveis do México estão cada vez mais envolvidas em áreas emergentes como a Internet das coisas (IoT) e comunicação máquina a máquina (M2M), comércio digital, segurança móvel e comunicações all-IP. A tecnologia M2M está sendo introduzida em vários setores, por exemplo, em medidores inteligentes, digital signage, teleassistência, monitoramento remoto, pagamentos móveis e carros conectados. A previsão é que o número de conexões celulares M2M no México mais que triplique nos próximos cinco anos, crescendo de 4 milhões em 2015 para 13 milhões até 2020.

O novo relatório Visão Geral de País: México - A Mobilidade Direcionando o Crescimento, a Inovação e a Oportunidade, pode ser baixado no seguinte link em versões no inglês e espanhol:

Inglês: https://www.gsmaintelligence.com/research/?file=44866ee04f5cc721e249569adbd505f7&download

Espanhol: https://www.gsmaintelligence.com/research/?file=4daa1df8c4363e92c708ba2c13c2c94a&download

- FIM -

Sobre a GSMA

A GSMA representa os interesses de operadoras móveis de todo o mundo, unindo quase 800 operadoras e quase 300 empresas no mais amplo ecossistema móvel, entre elas, fabricantes de telefones móveis e dispositivos, empresas de software, provedores de equipamentos e companhias de Internet, além de organizações em setores relacionados à indústria. A GSMA também organiza alguns dos eventos mais importantes da indústria, como o Mobile World Congress, o Mobile World Congress Shanghai e as conferências Mobile 360 Series.

Para obter mais informações visite o website da GSMA em www.gsma.com. Siga a GSMA no Twitter: @GSMA.

¹ Um assinante móvel único representa um indivíduo que pode ser responsável por várias conexões (cartões SIM)
² Uma conexão móvel refere-se a um cartão SIM ativo registrado em uma rede móvel, excluindo conexões M2M.

Contacts

Contatos para imprensa:
Pimenta Comunicação
Tatiana Cantoni, +55 11 2858-9190
taticantoni@pimenta.com

Contacts

Contatos para imprensa:
Pimenta Comunicação
Tatiana Cantoni, +55 11 2858-9190
taticantoni@pimenta.com