Briefing da A.M. Best: Condições Econômicas no Brasil Apresentam Desafios às (Re)Seguradoras Locais, mas não é Previsto nenhum Impacto de Avaliação de Crédito

OLDWICK, NOVA JERSEY--()--Tendo em conta que a economia Brasileira está enfrentando vários desafios econômicos, incluindo perspectivas de crescimento econômico muito fracas, inflação acima da meta, declínio dos preços de matérias primas e uma redução na confiança de investidores, a A.M. Best emitiu um briefing explorando como estas questões representam desafios ao poder financeiro da 7ª maior economia do mundo.

O Briefing da Best, intitulado, "Condições Econômicas no Brasil Apresentam Desafios às (Re)Seguradoras Locais, mas não é Previsto Nenhum Impacto de Avaliação de Crédito", indica que as classificações soberanas do Brasil se situam só um grau acima do grau de espaculação. A A.M. Best tem que contemplar o efeito que um futuro rebaixamento soberano teria para os balanços e capitalização de risco ajustado de (re)seguradoras classificadas. Além disto, a A.M. Best tem que considerar que impacto potencial terão questões econômicas mais amplas ao setor de seguros e que linhas de negócios poderão ser afetadas negativamente.

Para testar a resiliência da solidez de balanços de (re)seguradoras classificadas, a A.M. Best aplica vários testes de tensão, incluindo rebaixamentos soberanos e ainda cenários de negligência, utilizando o seu modelo de capital próprio, a Relação de Adequação de Capital da Best (BCAR). A metodologia do teste de tensão consiste em cortes do valor aos títulos soberanos Brasileiros, redução da classificação de títulos corporativos Brasileiros, bem como cortes adicionais ao valor de ações e participações imobiliárias. O teste de tensão é concebido para simular não apenas um potencial rebaixamento soberano , mas também explicar um declínio do mercado como resultado de um rebaixamento soberano ou negligência.

Até esta data, as (re)seguradoras no Brasil classificadas pela A.M. Best não foram afetadas materialmente de modo adverso pelo atual ambiente econômico; entretanto, a A.M. Best continuará a monitorar a situação para qualquer impacto potencial nas classificações.

Para uma cópia completa desta nota, visite http://www3.ambest.com/bestweek/purchase.asp?record_code=239633.

A.M. Best Company é a empresa mais antiga e de maior autoridade de ratings e fonte de informação do mundo. Para mais informações, visite www.ambest.com.

Copyright © 2015 por A.M. Best Company, Inc. TODOS DIREITOS RESERVADOS.

Contacts

A.M. Best
Scott Mangan, 908-439-2200, ramal 5593
Analista Financeiro Sênior
scott.mangan@ambest.com
or
Christopher Sharkey, 908-439-2200, ramal 5159
Gerente de Relações Públicas
christopher.sharkey@ambest.com
or
Jim Peavy, 908-439-2200, ramal 5644
Vice-presidente assistente de Relações Públicas
james.peavy@ambest.com

Contacts

A.M. Best
Scott Mangan, 908-439-2200, ramal 5593
Analista Financeiro Sênior
scott.mangan@ambest.com
or
Christopher Sharkey, 908-439-2200, ramal 5159
Gerente de Relações Públicas
christopher.sharkey@ambest.com
or
Jim Peavy, 908-439-2200, ramal 5644
Vice-presidente assistente de Relações Públicas
james.peavy@ambest.com