Moody's irá adquirir a Equilibrium

NOVA YORK--()--A Moody's Corporation (NYSE:MCO) anunciou hoje que concordou em adquirir a Equilibrium, uma provedora líder de serviços de pesquisa e classificação de risco de crédito no Peru e em outros países da América Latina.

Sediada no Peru, a Equilibrium opera desde 1996. Após a aquisição, a Equilibrium continuará a emitir ratings nacionais no Peru e no Panamá, com um processo de comitê de rating e analítico independente. Renzo Barbieri continuará a conduzir as operações da Equilibrium após a aquisição.

"A Equilibrium é muito conceituada pela qualidade de seus ratings e pesquisas e pelo amplo escopo de sua cobertura analítica", disse Raymond McDaniel, President and Chief Executive Officer da Moody's. "Esta aquisição posiciona a Equilibrium para atender às necessidades crescentes dos emissores e investidores em toda a América Latina, ao mesmo tempo em que aprofunda a presença da Moody’s neste mercado dinâmico e em expansão".

A Equilibrium e a Moody's Investors Service têm um contrato de serviços técnicos desde 2007, por meio do qual a Moody's prestou à Equilibrium suporte técnico baseado em suas técnicas de análise de crédito reconhecidas mundialmente para empresas, governos, instituições financeiras e operações estruturadas.

A aquisição deverá ser concluída no segundo trimestre de 2015, sujeita à aprovação regulatória. Esta operação não deverá ter impacto sobre o lucro por ação da Moody's em 2015 e será financiada a partir de uma combinação de recursos em caixa dos EUA e internacional. As operações da Equilibrium em El Salvador não serão adquiridas. Os outros termos da transação não foram divulgados.

SOBRE A MOODY'S CORPORATION

A Moody's é um componente essencial dos mercados de capitais globais, fornecendo ratings de crédito, pesquisas, ferramentas e análises que contribuem para mercados financeiros transparentes e integrados. A Moody's Corporation (NYSE: MCO) é a empresa controladora da Moody's Investors Service, que fornece ratings de crédito e pesquisas que cobrem instrumentos de dívida e valores mobiliários, e da Moody's Analytics, que oferece softwares com tecnologia de ponta, serviços de consultoria e pesquisas para análise de crédito e econômica e gestão de riscos financeiros. A Corporation, que divulgou receita de US$ 3,3 bilhões em 2014, emprega aproximadamente 9.900 pessoas no mundo todo e está presente em 33 países. Informações adicionais estão disponíveis em www.moodys.com.

Declaração “Safe Harbor” de acordo com o Private Securities Litigation Reform Act of 1995 (Lei de Reforma de Litígios de Valores Mobiliários de 1995)

Certas declarações contidas neste comunicado são declarações prospectivas e estão baseadas em expectativas futuras, planos e perspectivas de negócios e operações da Companhia, que envolvem uma série de riscos e incertezas. As declarações prospectivas contidas neste comunicado são feitas nesta data, sendo que a Companhia se resguarda de qualquer obrigação de complementar, atualizar ou revisar tais declarações no futuro, seja como resultado de desenvolvimentos posteriores, mudança de expectativas ou qualquer outro. Com relação às disposições "safe harbor" do Private Securities Litigation Reform Act of 1995 (Lei de Reforma de Litígios de Valores Mobiliários de 1995), a Companhia está identificando exemplos de fatores, riscos e incertezas que podem causar resultados reais diferentes, talvez materialmente, daqueles indicados por estas declarações prospectivas. Esses fatores, riscos e incertezas incluem, mas não estão limitados a, atuais instabilidades do mercado de crédito a nível mundial e desaceleração econômica, o que está afetando e poderia continuar a afetar o montante de dívida e outros valores mobiliários emitidos nos mercados de capitais nacional e/ou globais; outras questões que poderiam afetar o montante de dívida e outros valores mobiliários emitidos nos mercados de capitais nacional e/ou globais, incluindo as preocupações sobre qualidade de crédito, mudanças nas taxas de juros e outras variáveis nos mercados financeiros; o nível de fusões e aquisições nos EUA e no exterior; as incertezas e consequências adversas com relação às iniciativas dos EUA e governos estrangeiros para reagir às atuais instabilidades do mercado de crédito em nível mundial e desaceleração da economia; preocupações no mercado que afetem a nossa credibilidade ou de outra forma que afetem a percepção do mercado sobre a integridade ou necessidade das agências de risco de crédito; a introdução de produtos ou tecnologias concorrentes por outras empresas; pressão dos concorrentes e/ou clientes sobre os preços; o nível de sucesso de desenvolvimento de novos produtos e expansão global; o impacto da regulamentação enquanto organização de classificação estatística de nível nacional, a possibilidade de nova legislação e regulamentação dos EUA, estaduais e locais, incluindo as disposições do Dodd-Frank Wall Street Reform and Consumer Protection Act (Lei Dodd-Frank de Reforma de Wall Street e da Defesa do Consumido) (a "Lei da Reforma Financeira") e regulamentação decorrente da referida lei; a possibilidade de aumento da concorrência e regulamentação na União Européia e em outras jurisdições estrangeiras; exposição a litígios relacionados com as nossas opiniões de risco de crédito (ratings), assim como qualquer outro litígio que a Companhia possa estar sujeita ocasionalmente; disposições da Lei da Reforma Financeira que alterem os padrões dos pleitos, e regulamentação da União Européia que altere os padrões de responsabilidade, aplicáveis às agências de risco de crédito de forma adversa a elas; disposições da regulamentação da União Européia que imponham novas exigências materiais e de procedimentos sobre a precificação dos serviços; a possível perda de “funcionários-chaves”; falhas ou mau funcionamento de nossas operações e infraestrutura; quaisquer vulnerabilidades a ameaças cibernéticas ou outras preocupações de segurança cibernética; o resultado de qualquer avaliação por autoridades fiscais sobre o planejamento tributário global da Companhia; o resultado dessas questões fiscais e contingências legais que se relacionam com a Companhia, seus antecessores e suas afiliadas pelos quais a Companhia assumiu parte da responsabilidade financeira; o impacto de fusões, aquisições ou outras reorganizações afins e a capacidade da Companhia de integrar com sucesso os negócios adquiridos; instabilidade monetária e cambial; o nível de fluxos de caixa futuros; os níveis de investimentos de capital; e um declínio na demanda por ferramentas de gerenciamento de risco de crédito pelas instituições financeiras. Esses fatores, riscos e incertezas, bem como outros riscos e incertezas que possam fazer com que os resultados reais da Companhia sejam materialmente diferentes daqueles contemplados, expressos, projetados, antecipados ou implícitos nas declarações prospectivas são descritos mais detalhadamente em "Fatores de Risco" na Parte I, Item 1A do Relatório Anual da Companhia no Formulário 10-K para o ano encerrado em 31 de dezembro de 2014, e em outros registros feitos pela Companhia ao longo do tempo perante a SEC ou em materiais incorporados a eles. Acionistas e investidores são advertidos de que a ocorrência de qualquer um desses fatores, riscos e incertezas podem fazer com que os resultados reais da Companhia sejam materialmente diferentes daqueles contemplados, expressos, projetados, antecipados ou implícitos nas declarações prospectivas, que poderiam ter um efeito adverso e material sobre os negócios da Companhia, os resultados das operações e situação financeira. Novos fatores podem surgir ao longo do tempo, e não é possível para a Companhia prever novos fatores, nem pode a Companhia avaliar o potencial efeito de qualquer elemento novo sobre ela.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contacts

Moody’s Corporation
MÍDIA:
Eduardo Barker, 212-553-7717
Vice President
Communications
eduardo.barker@moodys.com
ou
RELAÇÕES COM INVESTIDORES:
Salli Schwartz, 212-553-4862
Diretor Global de Relações com Investidores
sallilyn.schwartz@moodys.com

Contacts

Moody’s Corporation
MÍDIA:
Eduardo Barker, 212-553-7717
Vice President
Communications
eduardo.barker@moodys.com
ou
RELAÇÕES COM INVESTIDORES:
Salli Schwartz, 212-553-4862
Diretor Global de Relações com Investidores
sallilyn.schwartz@moodys.com