Achilles: Empresas globais gastam US$ 30 bilhões com Burocracia na Cadeia de Fornecimento

SAO PAULO--()--As empresas globais estão gastando mais de US$ 30 bilhões por ano no gerenciamento das informações essenciais de seus fornecedores – porque elas não estão trabalhando em conjunto para combater os encargos administrativos.

Em uma pesquisa de mercado, apenas um terço das grandes empresas no setor de serviços de utilidade pública, indústria, mineração, construção, engenharia e óleo e gás disseram que trabalham colaborativamente com outras empresas similares para realizar a devida diligência de fornecedores.

Isto ocorre apesar de 88% dessas empresas - localizadas no Reino Unido, EUA, Espanha, Brasil e nos países nórdicos - dizerem que os "braços" nacionais e internacionais de suas organizações exigem os mesmos padrões dos fornecedores em termos de saúde e segurança, meio ambiente, qualidade, sustentabilidade e ética. Na verdade, muitas empresas contam com os mesmos fornecedores.

Diferenças regionais

Os países nórdicos – que compreendem a Suécia, Dinamarca e Noruega – se saíram melhor em termos de colaboração de todas as regiões pesquisadas. Apenas um pouco mais de um terço (37%) das empresas disseram que elas trabalham com outras empresas no mesmo setor para gerenciar informações sobre fornecedores. A Espanha ficou em último lugar - com menos de uma em cada cinco (18%) empresas compartilhando os encargos administrativos com suas contrapartes no setor.

Você trabalha com outras empresas do mesmo setor para gerenciar informações sobre fornecedores?

    Sim   Não   Não sabe
       
Países Nórdicos 37% 58% 5%
EUA 32% 68% 0
Reino Unido 31% 64% 5%
Brasil 23% 73% 4%
Espanha 18% 78% 4%

A pesquisa foi realizada pela empresa independente de consultoria de pesquisa IFF, que realizou entrevistas por telefone com 300 profissionais da cadeia de fornecimento de grandes empresas.

A pesquisa foi encomendada pela Achilles, que opera plataformas on-line em todo o mundo, permitindo que compradores e fornecedores compartilhem informações essenciais sobre regulamentação e conformidade - mas não comerciais. Os fornecedores em cada setor criam "perfis" on-line de suas informações sobre conformidade e gestão de risco, que ficam visíveis para todas as empresas naquele setor. Isto significa que as informações dos fornecedores somente são submetidas, enviadas e auditadas uma vez em nome de todo o setor.

Adrian Chamberlain, Diretor-Presidente da Achilles (que tem escritórios em São Paulo e no Rio de Janeiro), disse: "No mundo todo, as empresas estão gastando cerca de US$60 bilhões por ano no gerenciamento de informações sobre seus fornecedores – sendo que metade deste valor é despedício”.

"É muito mais eficiente quando todas as indústrias acordam sobre os padrões comuns exigidos de todos os fornecedores em termos de saúde e segurança, ética e conformidade; depois, compartilham o ônus administrativo da reunião, verificação e auditoria das informações. Elas podem disponibilizar os detalhes para todo o setor em um portal online central."

"Vemos que muitas empresas ainda estão apreensivas sobre o compartilhamento de informações de seus fornecedores com os concorrentes, mas estas informações não são comercialmente confidenciais. Não há qualquer "vantagem competitiva" na reunião de informações e conformidade obrigatórias".

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contacts

Achilles
Susie Carter
Gerente RP Global
+44-7827-997497
press.office@achilles.com

Contacts

Achilles
Susie Carter
Gerente RP Global
+44-7827-997497
press.office@achilles.com