Moody’s irá adquirir a propriedade plena da Copal Amba

NOVA YORK--()--A Moody’s Corporation (NYSE:MCO) anunciou hoje que concordou em adquirir as ações remanescentes em circulação da Copal Amba. A Moody’s é atualmente a proprietária majoritária da Copal Amba, a qual foi formada por meio das aquisições da Copal Partners, em 2011, e da Amba Investment Services, em 2013.

A Copal Amba, líder no mercado de terceirização de processos de conhecimento (KPO - Knowledge Process Outsourcing), fornece pesquisas no exterior, análises e serviços de inteligência empresarial para os setores corporativos e financeiros. Seus clientes vão desde instituições financeiras globais e corporações incluídas na Fortune 100 (lista das 100 maiores empresas dos EUA) a bancos-boutique de investimentos e gestores de ativos.

"A Copal Amba tem tido um forte impulso desde sua formação e tem expandido a sua penetração no crescente mercado de pesquisas financeiras terceirizadas, análises e serviços de inteligência empresarial", disse Linda S. Huber, vice-presidente executiva e diretora financeira da Moody's.

Não se espera que a aquisição das ações remanescentes tenha um impacto nos lucros da Moody’s por ação em 2014, e será financiada pelo dinheiro internacional em mãos. Os termos da transação, a qual se espera que seja finalizada no 4º trimestre de 2014, não foram divulgados.

SOBRE A MOODY’S CORPORATION

A Moody's é um componente essencial do mercado de capitais global, fornecendo ratings de créditos, pesquisas, ferramentas e análises que contribuem para mercados financeiros integrados e transparentes. A Moody's Corporation (NYSE: MCO) é a empresa-mãe da Moody's Investors Service, a qual fornece ratings de crédito e pesquisas que abrangem instrumentos de dívida e títulos, e da Moody's Analytics, a qual oferece software de ponta, serviços de consultoria e pesquisas de crédito e análises econômicas, bem como gestão de risco financeiro. A corporação, que registrou uma receita de $3,0 bilhões em 2013, emprega aproximadamente 9.500 pessoas no mundo todo e está presente em 33 países. Mais informações estão disponíveis em www.moodys.com.

Declaração de isenção de responsabilidade (Safe Harbor) ao abrigo da Lei de Reforma de Litígio de Títulos Privados de 1995

Certas declarações contidas neste comunicado são declarações prospectivas e têm como base expectativas futuras, planos e perspectivas de negócios e operações da Moody’s que envolvem uma série de riscos e incertezas. A perspectiva da Moody’s para 2014 e outras declarações prospectivas presentes nesse comunicado foram feitas a partir de 30 de setembro de 2014, e a empresa não assume qualquer obrigação de complementar, atualizar ou revisar tais declarações desta data em diante, seja como resultado de desenvolvimentos subsequentes, de alterações das expectativas ou de qualquer outra forma. Em conexão com as disposições de “Safe Harbor” da Lei de Reforma de Litígio de Títulos Privados de 1995, a empresa está identificando determinados fatores que podem causar resultados reais diferentes, talvez materialmente, dos indicados por essas declarações prospectivas. Esses fatores, riscos e incertezas incluem, mas não estão limitados a, as atuais perturbações dos mercados de crédito mundiais e o abrandamento econômico, que estão afetando e podem continuar a afetar o volume de dívidas e outros títulos emitidos em mercados de capital globais e/ou nacionais; outros aspectos que podem afetar o volume de dívidas e outros títulos emitidos nos mercados de capital globais e/ou nacionais, incluindo preocupações com a qualidade de crédito, alterações das taxas de juros e outras volatilidades dos mercados financeiros; o nível de atividades de aquisição e fusão nos EUA e no exterior; a incerteza da eficácia e as possíveis consequências colaterais das iniciativas de governos estrangeiros e dos EUA para dar resposta às atuais perturbações de crédito mundiais e ao abrandamento econômico; preocupações no mercado que afetam a nossa credibilidade ou de outro modo afetam as percepções do mercado sobre a integridade ou utilidade dos ratings de agências independentes; a introdução de produtos ou tecnologias concorrentes por outras empresas; a pressão sobre os preços exercida por concorrentes e/ou clientes; o nível de sucesso do desenvolvimento de novos produtos e de expansão global; o impacto da regulamentação como uma organização de rating estatístico reconhecida a nível nacional (NRSRO – Nationally Recognized Statistical Rating Organizations), o potencial para novas legislações e regulamentações locais e estaduais nos EUA, incluindo as disposições na Lei de Proteção ao Consumidor e na Dodd-Frank Wall Street Reform, e regulamentos previstos resultantes da referida lei; o potencial para o aumento da concorrência e da regulamentação na União Europeia e em outras jurisdições estrangeiras; exposição a litígios relacionados às nossas opiniões de rating, bem como qualquer outro litígio ao qual a empresa possa estar sujeita de tempos em tempos; disposições na legislação da Dodd-Frank Act que modificam os padrões suplicantes e regulamentações da União Europeia que modificam os padrões de responsabilidade aplicáveis às agências de rating de crédito de uma maneira adversa; disposições de regulamentações da União Europeia que impõem obrigações materiais e processuais adicionais sobre os preços dos serviços; a possível perda de funcionários-chave; falhas ou o funcionamento incorreto de nossas operações e infraestruturas; quaisquer vulnerabilidades a ameaças cibernéticas ou outras preocupações com a segurança cibernética; o resultado de qualquer avaliação feita pelas autoridades de controle fiscal das iniciativas do planejamento fiscal global da empresa; o resultado de questões fiscais preexistentes e contingências legais relacionadas à empresa, seus antecessores e suas empresas afiliadas das quais a Moody’s tenha assumido partes da responsabilidade financeira; o impacto de fusões, aquisições ou outras combinações de negócios e a capacidade da empresa de integrar com êxito os negócios adquiridos; a volatilidade cambial e monetária; os níveis de investimentos de capitais; um declínio na demanda por ferramentas de gestão de risco de crédito por instituições financeiras; e outros fatores de risco, conforme discutido no relatório anual da empresa no formulário 10-K referente ao ano encerrado em 31 de dezembro de 2013 e em outros registros feitos pela empresa de vez em quando em conjunto com a Comissão de Títulos e Câmbio americana.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contacts

Michael Adler, 212-553-4667
Vice-presidente sênior
Comunicações corporativas

michael.adler@moodys.com
ou
Salli Schwartz, 212-553-4862
Chefe global de relações com os investidores
sallilyn.schwartz@moodys.com

Contacts

Michael Adler, 212-553-4667
Vice-presidente sênior
Comunicações corporativas

michael.adler@moodys.com
ou
Salli Schwartz, 212-553-4862
Chefe global de relações com os investidores
sallilyn.schwartz@moodys.com