As empresas financeiras conhecem a sua planilha de balanço da informação?

  • Os negócios da informação relacionados ao setor bancário nos EUA podem obter uma capitalização de mercado mais alta do que os bancos nos EUA até 2020
  • Todas as companhias de serviços financeiros podem orientar uma prosperidade em longo prazo através da monetização dos seus ativos da informação

NOVA YORK--()--De acordo com a consultoria de gestão global Oliver Wyman, o valor dos serviços financeiros está mudando rapidamente de balanços e distribuição física para informação. Esta tendência está ocorrendo globalmente, porém talvez seja mais facilmente visível no setor bancário dos EUA. Ali, os negócios de informação relacionados ao setor bancário como rede independente de pagamentos, agências de crédito, agências de avaliação de riscos, câmbio e fornecedores de dados, entre outras, podem ser mais valiosos do que os negócios tradicionais do setor com base em balanços, até o fim da década. O relatório anual da Oliver Wyman sobre o Estado do Setor de Serviços Financeiros de 2013 titulado Um Negócio de Informação e Dinheiro (A Money and Information Business), concluiu que a maioria das empresas de serviços financeiros possui uma oportunidade de transformar-se em uma empresa orientada à informação que aumenta e monetiza seus ativos de informação. As companhias que exploram essa oportunidade encontrarão áreas para prosperar até mesmo frente a condições macroeconômicas desafiantes e incertezas regulatórias. Por outro lado, as companhias que não identifiquem como o cenário em evolução da informação está afetando seus negócios podem sofrer uma mudança inoportuna similar aos setores de viagens, mídia, telecomunicações e música.

Bancos e seguradoras continuam controlando uma variedade valiosa, única e extraordinária de ativos de informação. O 16º relatório anual da Oliver Wyman conclui que uma vez que as companhias entendam seus ativos de informação e como o cenário em evolução da informação nos serviços financeiros pode ajudar a monetizar esses ativos da informação ou ameaçá-los, elas poderão construir o que a Oliver Wyman chama de “planilha de balanço da informação”.

“Nós criamos a ideia da planilha de balanço da informação como um mecanismo pelo qual os executivos podem começar a digerir seus ativos de informação, exposições, oportunidades e ameaças. Resumindo, ela fornece um marco para entender o impacto agregado da informação e informa como as mudanças na informação irão mudar e afetar os lucros, assim como priorizar potenciais investimentos na informação”, disse o sócio da Oliver Wyman e autor primário do relatório, Aaron Fine.

Outras conclusões chave no relatório incluem:

  • “Coopetição” entre empresas tradicionais de serviços financeiros e empresas de informação pode estar entre uma das forças mais dinâmicas para o avance dos serviços financeiros, unindo as forças e fraquezas complementares de companhias parceiras. Estas parcerias podem produzir oportunidades táticas significantes de lucros em períodos curtos de tempo.
  • A digitalização e o fluxo livre de informação têm proporcionado aos clientes em muitas áreas uma visão mais clara do custo associado com cada componente do que costumavam ser serviços integrados, e a oportunidade para ser mais seletivos em seus gastos.
  • “Choques da informação”, definido como mudanças nos comportamentos relacionados à informação nas companhias, concorrentes e clientes que impactam significativamente nos lucros, podem afetar os lucros tanto quanto os choques nas taxas de impostos e outros fatores macroeconômicos. Um exemplo do choque da informação: clientes mais flexíveis quanto aos preços segundo a evolução do ambiente da informação.
  • O sucesso em longo prazo usando a informação não depende do número de “acertos”, mas no tamanho dos “erros”. As empresas que esperam ter êxito devem estabelecer controles fortes para garantir que evitam erros críticos.

“‘Dinheiro’ é um negócio valioso, ‘informação’ é um negócio de crescimento. O valor do dinheiro nunca foi tão baixo, portanto as companhias de serviços financeiros que são definidas de acordo com o balanço monetário terão problemas para crescer. Estas que, por outro lado, são definidas pelo potencial de crescimento da sua informação possuem um futuro muito diferente”, disse Fine.

Exemplos chave do relatório incluem:

  • Capitalização de mercado dos bancos nos EUA vs. Negócios de informação relacionados aos bancos
  • A ascensão da informação
  • O equilíbrio inconstante do dinheiro e da informação
  • Impacto do valor variável da informação e do dinheiro nas margens dos serviços financeiros
  • A economia vista através dos dados dos serviços financeiros
  • Potencial das oportunidades da informação dos dados de depósitos e pagamentos dos consumidores
  • Oportunidades de informação nos serviços financeiros
  • Ameaça estratégica nº 1- Cooperação com empresas de informação reduz barreiras de entradas e abre portas para maiores concorrências
  • O cenário global das empresas de informação dos serviços financeiros
  • Ameaça estratégica nº 2- Migração do valor de atores tradicionais para empresas orientadas pela informação (Telecom globais)
  • O balanço da informação (para uma companhia ilustrativa)
  • Arquétipos de táticas da informação
  • Serviços bancários e de seguros orientados pela informação – Exemplo: Empréstimos e apoios avançados às PMEs

O relatório sobre o Estado do Setor de Serviços Financeiros de 2013 da Oliver Wyman está disponível no:
http://www.oliverwyman.com/state-of-financial-services-2013.htm .

Sobre a Oliver Wyman

Oliver Wyman é líder global em consultoria de gestão. Com escritórios em mais de 50 cidades em 25 países, a Oliver Wyman combina um conhecimento aprofundado no setor com uma experiência especializada em estratégias, operações, gestão de riscos e transformação da organização. Os 3.000 profissionais da companhia ajudam seus clientes a aperfeiçoarem seus negócios, aprimorarem suas operações e perfil de riscos, e acelerar o desempenho organizacional para aproveitar as oportunidades mais atraentes. A Oliver Wyman é uma subsidiária integral da Marsh & McLennan Companies (NYSE: MMC). Para mais informações, visite www.oliverwyman.com. Siga a Oliver Wyman no Twitter @OliverWyman.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contacts

Oliver Wyman
Jung Kim, 646-364-8355
jung.kim@oliverwyman.com

Sharing

Contacts

Oliver Wyman
Jung Kim, 646-364-8355
jung.kim@oliverwyman.com