Os sistemas de energia ainda estão longe de ser sustentáveis, alerta o relatório do Conselho Mundial de Energia

DOHA, Qatar--()--O Índice de Sustentabilidade Energética anual do Conselho Mundial de Energia (WEC) revela que a maioria dos 90 países avaliados ainda está longe de alcançar completamente a sustentabilidade dos sistemas de energia.

Lançado na COP-18 em Doha, o Índice é parte do relatório Trilema de Energia Mundial do WEC de 2012, “É hora de ser realista – a defesa de uma política energética sustentável”, que classifica os países segundo o seu clima e desempenho energético. Considera-se que a maioria dos países ainda não conseguiu equilibrar as pressões conflitantes do que o WEC chama de ‘trilema da energia’.

O estudo também entrevistou a comunidade líder global no setor do WEC sobre o que eles esperam dos formuladores de políticas a fim de levar energia sustentável aos 7 bilhões de pessoas do mundo.

Joan MacNaughton, Diretor Executivo do estudo:

“Em última análise, essa é a comunidade de negócios que melhor compreende o que funciona na prática e quem tomará as cruciais decisões de investimento. Agora estamos pedindo aos governantes para estudar este relatório e se comprometer com a comunidade de negócios a fim de elaborar políticas claras, transparentes e coerentes que gerarão os resultados esperados.”

As recomendações dos líderes do setor serão agora compartilhadas com a comunidade de elaboradores de políticas e executivos do WEC com recomendações conjuntas para um sistema de energia mais sustentável a ser apresentado no Congresso Mundial de Energia em 2013, na Coreia do Sul.

Mark Robson, Sócio da Oliver Wyman e parceiro do projeto no estudo:

“Há uma enorme carência de investimentos privados em projetos de baixo nível de carbono e em infra-estrutura energética. Essa carência pode ser preenchida, mas nesse exato momento é uma oportunidade perdida. Nosso relatório deixa claro que o setor espera que os elaboradores de políticas busquem garantias de que seus investimentos não se tornarão anti-econômicos devido às mudanças políticas. Portanto, os elaboradores de políticas devem criar políticas que permaneçam estáveis ao longo do tempo e possam ser associadas a outras políticas.”

Ao analisar 22 diferentes indicadores, o Índice de Sustentabilidade Energética do WEC considera que os 10 melhores destaques de 2012 são Suécia, Suíça, Canadá, Noruega, Finlândia, Nova Zelândia, Japão, França e Áustria, respectivamente. Contudo, mesmo os melhores destaques enfrentam desafios, e à medida que os países passam pelas etapas de desenvolvimento, eles podem se empenhar em áreas específicas.

Pierre Gadonneix, Presidente do WEC:

“Todos os países enfrentam desafios em sua transição para sistemas elétricos mais seguros, ambientalmente favoráveis e equitativos. Se quisermos ter alguma chance de oferecer energia sustentável para todos, precisamos enfrentar a realidade.”

O relatório e o vídeo podem ser baixados em www.worldenergy.org

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contacts

Stuart Neil
Diretor de Comunicações
neil@worldenergy.org
(+44)7879998261

Sharing

Contacts

Stuart Neil
Diretor de Comunicações
neil@worldenergy.org
(+44)7879998261