AHF: novo recorde mundial do Guinness com a campanha argentina de teste de HIV no Dia Mundial da AIDS

A AIDS Healthcare Foundation dá as boas-vindas ao seu mais novo parceiro, a Argentina, com um evento inesquecível no Dia Mundial da AIDS: a cidade de Rosario, a AHF e vários parceiros do setor de saúde planejam estabelecer um novo recorde mundial do Guinness para “maior número de testes de HIV feitos em uma única cidade, em vários locais, em um só dia”

Com dez locais em Rosario preparados para realizar testes gratuitos durante o mesmo período de oito horas, a AHF Argentina espera estabelecer um padrão muito alto para futuras campanhas de testes de HIV com o teste estimado de 5.000 pessoas em apenas um dia

ROSARIO, Argentina--()--AIDS Healthcare Foundation:

O que:  

tentativa de recorde mundial do Guinness pela AHF Argentina para o maior número de testes de HIV feitos em vários locais, em uma única cidade, em um só dia

 
Quando:

SEXTA-FEIRA, 30 de novembro, das 10h às 18h

 
Onde: Rosario, Argentina – locais de teste:
-- Plaza Montenegro (San Martín y San Luis)
-- Plaza San Martín (Moreno y Santa Fe)
-- Monumento a la Bandera (Santa Fe 581)
-- Parroquia Natividad del Señor (Calle Mena 2284 (Barrio Rucci))
-- CAICI (Mendoza 2612)
-- Hospital del Centenario (Urquiza 3101)
-- Universidad Abierta Interamericana, Campus Lagos (Ovidio Lagos 944)
-- Facultad de Medicina, UNR. (Santa Fe 3102)
-- VOX Asociación Civil (Entre Ríos 1791)
-- OFES Organización Familiares Enfrentando al Sida (San Lorenzo 4244)
 
CONTATOS:

Ged Kenslea, +1.323.308.1833 ou celular +1.323.791.5526

   

ged.kenslea@aidshealth.org

Kyveli Diener, +1.323.308.1821, ramal 1805 ou celular +1.310.779.4796

kyveli.diener@aidshealth.org

Julio Madrid (AHF Mexico), +52.555.700.6234 ou celular +52.322.130.1306

julio.madrid@aidshealth.org

Dr. Miguel Pedrola, celular +54.934.6262.3267

miguelpedrola@gmail.com

 

Há treze anos, o Dr. Sergio Lupo, do Center for Care and Clinical Research on Immunodepression (CAICI), começou aqui uma tradição de testes de HIV, com a participação de estudantes de medicina voluntários, da Universidade Nacional de Rosario e da Universidad Abierta Interamericana. Mas, este ano a iniciativa está aumentando tanto o acesso ao teste rápido de HIV que o Guinness World Records estará presente neste dia tão importante. O desafio é estabelecer um novo recorde mundial para o maior número de testes de HIV feitos em um só dia, em uma única cidade, e com o teste rápido disponível em dez locais distintos em Rosario, dentro do mesmo período de oito horas, é mais provável que isso aconteça.

AHF iniciou suas atividades na América Latina em 2007 e elaborou um programa sólido e inovador para a implementação do teste rápido de HIV em áreas urbanas, sobretudo no México. Duas semanas antes da tentativa de recorde do Guiness no Dia Mundial da AIDS, em Rosario, a AHF ofereceu treinamento aos voluntários e profissionais de saúde nas províncias de Santa Fe e Cordoba, na Argentina, bem como equipe do Ministério da Saúde do Peru e da ONG Somosgay, do Paraguai, para implementar programas permanentes de teste rápido de HIV nesses três países.

"A tentativa de obter um recorde mundial do Guinness para testes de HIV foi reservado para Rosario neste ano, mas isso pode definir a base para uma competição saudável entre outros países e cidades para atingir recordes ainda maiores”, declarou a Dra. Patricia Campos, chefe da divisão da AHF para a América Latina. Campos acrescentou que, para garantir que a AHF e seus aliados sejam capazes de oferecer oportunidades contínuas de testes mesmo depois do Dia Mundial da AIDS, a AHF enviou do México 20.000 testes rápidos de HIV para a América Latina, 10.000 dos quais para a Argentina e 10.000 para o Peru.

O Dr. Miguel Pedrola, presidente da Fundación Bienestar of Argentina, disse que a percepção local do teste de HIV em Rosario foi reforçada pelas iniciativas de testes que a AHF lidera em todo o mundo, e que essa visão mais receptiva do teste permite diagnósticos precoces e a provisão de tratamento em tempo hábil daqueles cujo teste apresente resultados positivos.

“Esse recorde mundial pretende enviar uma mensagem ao resto da Argentina, América Latina e ao mundo de que é possível derrubar as barreiras do estigma do HIV e fazer com que milhares de pessoas apresentem-se voluntariamente para fazer o teste de HIV”, disse Pedrola.

Dr. Jorge Saavedra, ex-diretor do National Center for the Prevention and Control of AIDS (CENSIDA), no México, e atual embaixador global da AHF, disse que os novos resultados apresentados pelo Programa das Nações Unidas para AIDS mostrando uma redução internacional da mortalidade resultante do HIV provam que o teste e o tratamento são o primeiro passo para encerrar a epidemia global do HIV. Ele elogiou a decisão das autoridades sanitárias argentinas de alterar as diretrizes de início do tratamento antirretroviral (ARV) para começar o tratamento mais cedo dos pacientes HIV positivos, uma mudança que o Brasil copiou recentemente e que poderá ser adotada em breve pelo México e pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

“É uma medida necessária para realmente deter o crescimento da epidemia”, declarou o Dr. Saavedra. “O tratamento do HIV, a exemplo do tratamento da tuberculose, não tem apenas o propósito mais importante de manter vivos os indivíduos HIV positivos, mas é também uma mudança de vanguarda na saúde pública porque a capacidade de transmissão do vírus cai em 96% quando as cargas virais do paciente tornam-se indetectáveis por causa do tratamento”. Ele disse que uma das principais razões da morte de pessoas com HIV em todo o mundo, apesar da disponibilidade do tratamento antirretroviral (ART), é porque elas não fazem o teste para detectar o vírus num estágio inicial e muitas que são diagnosticadas com HIV não recebem ART em tempo suficiente para que o tratamento seja mais eficaz.

Sobre a AHF

AIDS Healthcare Foundation (AHF) é o maior provedor sem fins lucrativos de tratamento e cuidados para HIV/AIDS nos EUA. Atualmente, a AHF oferece serviços e/ou tratamento médico a mais de 183.000 indivíduos, em 27 países, nos EUA, África, América Latina/Caribe, leste Europeu e Ásia. Mais informações em www.aidshealth.org

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contacts

AHF
Ged Kenslea, (323) 308-1833
Celular: (323) 791-5526

Sharing

Contacts

AHF
Ged Kenslea, (323) 308-1833
Celular: (323) 791-5526